Aveiro / Investimentos em campos de futebol: Maioria PSD-CDS critica PAN e PS

1680
Zona do Estádio Municipal de Aveiro.
Dreamweb 728×90 – Video I

Os investimentos previstos em campos de futebol para treinos no parque desportivo de Aveiro, onde foi erguido o Estádio Municipal de Aveiro (EMA), motivaram reticências do eleito do PAN na Assembleia Municipal.

Rui Alvarenga aproveitou o período antes da ordem do dia da última sessão, na passada sexta-feira, para colocar reservas à criação do que apelidou de uma ‘mega cidade do futebol’ em Aveiro, com os projetos da futura academia do Beira-Mar e das cedência de terrenos para o complexo da Associação de Futebol de Aveiro.

O deputado lembrou que continua a existir “um estádio sobredimensionado” que o Beira-Mar não tem conseguido aproveitar por manter-se durante estes anos “como clube de bairro”.

“Isto não é futebol a mais ? Os outros clubes vão poder utilizar os campos ?, questionou, lembrando que ainda existem “alguns campos mauzinhos” no concelho.

A intervenção do eleito do PAN mereceu críticas de Jorge Greno, porta voz do CDS, que é presidente da Assembleia Geral do Beira-Mar.

“Ao fim de 16 anos, finalmente vai começar a ser construído o parque desportivo que está nas placas. Na altura já não houve dinheiro, por duas vezes gastou-se dinheiro para nada, com terraplanagens”, lembrou.

O deputado considerou o complexo da futura academia como “importante para o Beira-Mar” que “não tem condições nenhumas”, acusando o PAN de desconhecimento ao abordar o assunto. “Não é só andar a ver passarinhos”, ironizou.

Jorge Greno aproveitaria ainda para criticar a tomada de posição do PS, na Câmara, ao questionar a utilização dos futuros relvados sintéticos apenas pelo clube aurinegro. “Não são capazes de dizer que não fizeram e agora alguém resolveu”, afirmou.

O presidente da Câmara remataria a discussão desvalorizando os reparos críticos. Em relação à partilha dos campos, “seguramente o Beira-Mar estará disponível para cooperar” com os clubes locais, de quem tem recebido apoio para jogos e treinos.”Com os danos que Câmara fez ao Beira-Mar é que não pode partilhar, não tem campos”, referiu, lembrando os investimentos municipais que permitiram instalar vários sintéticos (Barroca, Estrela Azul, Bom Sucesso e Taboeira) “de grande qualidade e a mesma para todos”.

Já sobre a ‘cidade desportiva’ da Associação de Futebol de Aveiro (campo sintético, pavilhão para futsal e sede), Ribau Esteves, afastou a ideia de se tratarem de “mega” investimentos.

Artigos relacionados

Aveiro: PS defende academia do EMA para todos e política desportiva “consistente”

Câmara adjudica complexo de campos de treino do EMA

Agendada a assinatura de contrato da AFA com Câmara de Aveiro para ‘Cidade Desportiva’

Publicidade, Serviços & Donativos

Comercio 780