Aveiro: Deposito de lixo na rua, a céu aberto

4627
Projeto piloto Life Payt,

Em pleno centro de Aveiro, no bairro da Forca-Vouga, deixam-se os resíduos indiferenciados na rua, só que neste caso a responsabilidade não é dos moradores desse bairro, mas do executivo municipal, que origina esta situação de grande risco para a saúde pública.

No âmbito da implementação do projeto piloto Life Payt, a Câmara Municipal de Aveiro instalou, no dia 16 de setembro no bairro Forca-Vouga, 26 contentores que só podem ser abertos com um cartão eletrónico, tendo retirado todos os outros contentores de deposição de resíduos indiferenciados.

A Câmara Municipal de Aveiro não garantiu que todos os moradores tivessem acesso ao cartão eletrónico para abrir os contentores do lixo, estando a “obrigar” muitos moradores a depositarem o lixo na rua, a céu aberto.

Razões, ainda por esclarecer, mas que podem estar relacionadas com a comunicação deficiente e falta de uma estratégia de comunicação e Educação Ambiental, tem levado os moradores a colocar os resíduos domésticos no exterior dos contentores, sem que tivesse havido uma resposta da autarquia a esta irregularidade ambiental involuntária por parte dos moradores.

A Câmara Municipal de Aveiro não pode responsabilizar os moradores por falta de adesão, como referem notícias divulgadas, mas deve ser responsabilizada por esta situação que pode indiciar um atentado ambiental e provocar graves consequências em termos de saúde pública, em particular num período de pandemia provocada pela COVID-19.

Consideramos que o sucesso deste projeto só é possível com um maior e efetivo envolvimento direto da comunidade e dos parceiros locais. É necessário tornar o sistema mais eficiente de modo a constituir-se como uma alternativa viável e um modelo de referência para a redução e gestão eficiente dos resíduos sólidos urbanos.

As associações signatárias deste comunicado solicitaram uma intervenção das autoridades competentes sobre o depósito de lixo na via pública na área do bairro Forca-Vouga, com grande risco para a saúde pública.

Junto enviamos a planta da área onde se verifica o lixo depositado a céu aberto, assim como um conjunto de fotografia que ilustram a situação caótica da recolha de resíduos sólidos urbanos.

Associações ADACE, ASPEA e Quercus

Publicidade, Serviços & Donativos