Aveiro: Câmara divide com Seguradora indemnização de 90 mil euros a vítima de queda de árvore

1619
Aveiro, Paços de Concelho.
Dreamweb 728×90 – Video I

O município de Aveiro concordou indemnizar em 90 mil euros um cidadão residente em Esmoriz, Ovar, que ficou gravemente ferido ao ser atingido pela queda de um choupo, em junho de 2009, no parque Infante D. Pedro, enquanto aguardava pela hora de uma consulta hospitalar. Os ferimentos resultariam numa incapacidade de 60% da vítima, hoje com 62 anos.

Informação transmitida pelo presidente da Câmara ao intervir na Assembleia Municipal, esta sexta-feira à noite.

O acordo ficou selado há poucos dias, no Tribunal Administrativo e Fiscal (TAF), colocando fim à ação judicial movida contra a Câmara pelo cidadão, que exigia 250 mil euros. A indemnização será suportada em partes iguais pelo município e pela sua companhia seguradora.

“Aceitámos pagar quando vimos que havia um risco alto de perder, além disso a pessoa está há muito há espera de justiça, já chega. A Câmara andou a litigar, em vez de cuidar das árvores”, criticou Ribau Esteves numa referência à forma como o processo foi conduzido pelo executivo da altura, que era liderado por Élio Maia.

O assunto foi abordado na sequência de referências de vários deputados da oposição à polémica gerada pelo abate de árvores, nomeadamente as que existiam no canteiro do palácio de justiça e no parque Infante D. Pedro (uma caiu na véspera de ser cortada).

Pedro Pires da Rosa (PS) chegou a requerer a entrega do relatório fitossanitário invocado pela Câmara para mandar proceder aos cortes, mas Ribau Esteves já trazia o documento, que entregou à mesa da Assembleia Municipal para ser distribuído.

“Não há outro critério para o abate, são razões do estado fitossanitário e de segurança. São muito mais as que plantamos”, garantiu.

Presidente lamenta “cenas chocantes e ridículas” de deputados do PS

O edil não deixou de lamentar as “cenas chocantes e ridículas” feitas em ‘posts’ partilhados no Facebook da autoria dos deputados aveirenses do PS na Assembleia da República Filipe Neto Brandão (também vogal na Assembleia Municipal) e Fernando Rocha Andrade em que comentavam o corte de árvores junto ao tribunal (link abaixo para ouvir intervenção)

Artigos relacionados

Indignação com o abate das árvores do tribunal de Aveiro

Árvores em espaço urbano e a segurança dos cidadãos

ADERAV e Associação BioLiving em defesa das árvores da cidade de Aveiro

Publicidade, Serviços & Donativos