Aveiro: Câmara chamada a “articular posições” para melhorar empregabilidade local

417
Paços de Concelho, Aveiro.
Smartfire 728×90 – 1

O vereador do PS Manuel Oliveira de Sousa mostrou-se preocupado com as dificuldades existentes no mercado de trabalho local para responder a pedidos de mão de obra, nomeadamente qualificada.

O eleito socialista aproveitou a última reunião do executivo camarário para propor a criação de um grupo de trabalho para estudar ou mesmo de um gabinete que permita “articular posições” na divulgação de saídas profissionais.

No entendimento de Oliveira de Sousa, “é urgente” encontrar respostas que permitam “elevar para um patamar mais alto” a resposta do município.

O vereador pediu a dinamização da bolsa de emprego gerida pela autarquia, passando a incluir a oferta de empregos privados.

Na resposta, o presidente da Câmara adiantou que o município viu renovado pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional o protocolo no âmbito do Gabinete de Inserção Profissional (GIP) permitindo “continuar a fazer a ponte” entre oferta e procura.

“Sabemos que existem problemas das empresas com problemas em encontrar gente para determinadas funções. E que há muita gente desempregada com subsídio que não quer ir para o mercado de trabalho”, disse Ribau Esteves.

A chegada de novas grandes superfícies comerciais enfrenta dificuldades em preencher vagas de funcionários disponíveis para trabalho ao fim de semana e o novo operador de recolha de lixos está com problemas em garantir motoristas, referiu o autarca a título de exemplo.

Notou, a propósito, que existem pessoas de Ílhavo a mudar residência para Mamodeiro para beneficiarem da bolsa de formação criada pelo Governo no âmbito das medidas de apoio em zonas afectadas pelos fogos florestais do ano passado.