Aveiro: Bloco apresenta proposta para campanha contra o assédio sexual

122
Antiga Capitania, Assembleia Municipal de Aveiro.

O Bloco de Esquerda apresentou na Assembleia Municipal uma proposta para realização de uma campanha contra o assédio sexual. Apresentou ainda um voto de condenação das declaração do presidente da Câmara relativas à “esfrega” nas caloiras.

O assédio sexual é uma forma de coerção constituído por palavras ou atos de natureza sexual, indesejados e ofensivos para as pessoas que são alvo dos mesmos. O assédio ocorre em múltiplos espaços, desde as ruas, escolas, universidades, transportes públicos aos locais de trabalho. O assédio atinge todos os grupos sociais e, em com maior incidência, as raparigas, mulheres e pessoas em situação de maior vulnerabilidade.

A recomendação propõe “a realização de uma campanha de prevenção do assédio sexual utilizando vários meios ao dispor da Câmara Municipal, nomeadamente através do seu site, redes sociais, publicações, cartazes de rua, entre outros” e ainda “o alargamento dessa campanha através de parceria com as escolas, universidade e associações do concelho”. O assédio é uma forma de violência e intimidação exercida sob outrem e o combate a esta prática, para além de avanços legislativos, necessita de mudanças culturais para que o país deixe de produzir agressores e vítimas. A presente proposta quer contribuir para esse objetivo.

É apresentado ainda um voto de condenação pelas declarações do Presidente da Câmara Municipal de Aveiro de apelo à “esfrega nas caloiras”. O Bloco considera que as declarações do presidente da autarquia tendo como alvo as alunas do primeiro ano da universidade são inaceitáveis e representam uma cultura que torna o espaço público, e a vivência em geral, num lugar menos seguro para as mulheres.

Artigo relacionado

“Não ofendi ninguém” – Ribau Esteves