Aveiro: Adjudicada a concessão do crematório

3077
Cemitério Sul, Aveiro.

A Câmara de Aveiro adjudicou na sua reunião desta quarta-feira a conceção, construção e concessão do complexo crematório e casas mortuárias de Aveiro ao agrupamento formado pelas empresas Servilusa, Agências Funerárias S.A. e Ressurge – Engenharia e Construções, Lda..

O acordo é pelo período de 30 anos, com uma renda anual de 14.000 euros a iniciar no terceiro ano de contrato.

O agrupamento de empresas “assume a responsabilidade e os custos” da elaboração do projeto do edifício, construção e gestão com as regras base e o tarifário dos serviços a prestar definido no concurso e no contrato a formalizar.

O edifício será propriedade da Câmara Municipal Aveiro.

“Este é um investimento importante, considerando que a opção pela cremação no nosso Município regista uma procura crescente e sendo que na Região de Aveiro não existem crematórios, obrigando muitas das vezes as agências funerárias da região a recorrerem aos equipamentos de São João da Madeira, Figueira da Foz e do Porto, com os inconvenientes de deslocação e lista de espera, que as mesmas acarretam para os nossos concidadão”, refere o comunicado da Câmara

Demolição dos imóveis em curso

Está já em curso a demolição dos imóveis no local onde o edifício de crematório e casas mortuárias vai ser edificado, na Rua Aires Barbosa, à frente da entrada do Cemitério Sul. Os terrenos em causa (1.494,90m2) foram adquiridos pela Câmara pelo valor de 552.000 euros.

Artigos relacionados

Aveiro: Segunda tentativa de encontrar concessionário de crematório

Aveiro: Câmara aguarda propostas para crematório a instalar junto ao cemitério sul

Publicidade, Serviços & Donativos

Para conhecer e ativar campanhas em NoticiasdeAveiro.pt, assim como conhecer / requisitar outros serviços e fazer donativos, utilize a nossa plataforma online</a