Autárquicas 21: Ribau Esteves pede aos apoiantes mobilização junto de quem habitualmente não vota

1475
Apresentação de candidatos da coligação PSD-CDS-PPM.
Dreamweb 728×90 – Video I

Ribau Esteves parte para a recandidatura ao terceiro mandato na presidência da Câmara de Aveiro “para ser eleito e para cumprir o mandato até ao fim”.

Compromisso deixado esta quinta-feira, ao final da tarde, durante a apresentação dos cabeças de lista da ‘Aliança com Aveiro’, coligação PSD-CDS-PPM, agendada à revelia da concelhia social democrata, que esteve ausente e avisou antecipadamente que as candidaturas careciam de ser legitimadas pelos orgãos locais.

Artigo relacionado

Aveiro: PSD diz que candidaturas autárquicas locais ainda têm de ser legitimadas em sede própria

As divergências nas formação das listas, que já motivaram a intervenção do Conselho de Jurisdição Nacional (CJN) do partido, mereceram do edil duas muito curtas referências, implícitas. No início do discurso, ao saudar Salvador Malheiro, líder do PSD distrital – de quem partiu a avocação do processo autárquico, delegando-o no recandidato -, e que é também vice-presidente da nacional. O autarca de Ovar, sublinhou Ribau Esteves, “deixou claro, nesta luta em que estamos metidos, de que lado é que tem de estar o PSD na luta por mais e melhor para Aveiro”. Deixou, em segundo lugar, agradecimentos pelo “fortíssimo apoio” recebido dos líderes nacionais do CDS, PPM e PSD.

Aposta em candidata para conquistar Eixo-Eirol ao PS

Quanto aos cabeças de listas para os restantes orgãos autárquicos, Luís Souto Miranda volta a ser número um para a Assembleia Municipal, a que preside desde 2017.

Nas 10 freguesias, há apenas uma cara nova em relação há quatro anos: Sara Rocha, que é candidata para Eixo – Eirol, atualmente de maioria PS. Na outra freguesia onde o PS também é poder, S. Jacinto, a aposta recaiu novamente em Arlindo Tavares.

Os restantes candidatos são presidentes em funções: Nelson Santos (Cacia, recandidato ao segundo mandato), Catarina Barreto (Aradas, candidata ao segundo mandato), Fernando Marques (Glória – Vera Cruz, recandidato ao terceiro mandato), Miguel Silva (Requeixo, Nossa Senhora de Fátima e Nariz, assumiu funções na sequência de falecimento de anterior presidente), Angela Almeida (Esgueira, recandidatura ao terceiro mandato), Oliveirinha (Firmino Ferreira, recandidato ao terceiro mandato), Henrique Vieira (S. Bernardo, recandidato ao segundo mandato) e Vitor Marques (Santa Joana, recandidato ao terceiro mandato).

Candidatura “absolutamente aberta” a quem quer mais para Aveiro

Sem traçar objetivos eleitorais concretos (a coligação elegeu em 2017 seis dois oito membros da Câmara) Ribau Esteves disse que pretende “dar seguimento”, agora com “uma energia renovável”, para “fazer mais e melhor, numa lógica de continuidade”, apresentando uma candidatura “ancorada” em três partidos, “mas absolutamente aberta a quem quer mais e melhor para as freguesias e município”.

Seguiu-se um balanço do mandato seguindo o guião que tem sido comum nas intervenções dos últimos meses, a destacar o saneamento financeiro, a Câmara “obreira” e “o muito feito ou em desenvolvimento” também na educação, ação social, inovação tecnológica, desporto ou cultura, sem esquecer que “não podemos baixar a guarda” no combate pandémico ao Covid-19.

“Tudo isto tem de ter continuidade num caminho seguro, determinado, de quem tem sido conquistador”, sublinhou Ribau Esteves adiantando que Aveiro “bateu todos os recordes” na captação de fundos europeus e irá aproveitar “oportunidades para conquistar mais”.

Acabar parque escolar, apoio ao ‘pilar social’, zonas industriais e novo multiusos no programa eleitoral

Do “programa em construção”, o autarca salientou a conclusão da “grande requalificação de todo o parque escolar” até 2023, que será “a primeira prioridade”. Será dada atenção também ao “pilar social”, na parceria com as IPSS locais. Enunciou o apoio à atividade económica, com “a qualificação e crescimento das zonas industriais”, e à habitação, “a pressionar o Governo para fazer o que a Câmara faz”. O ambiente “é cada vez mais uma prioridade” (residuos, arborização, cuidar dos canais, descarbonização ou combate das alterações climáticas). O recandidato pretende também prosseguir o programa ‘Aveiro Tech City’, avançar com “um investimento muito forte na ampliação do parque feiras, com um moderno multiusos, para Aveiro entrar na rota dos grandes eventos” (culturais e desportivos), e “trabalhar para ganhar” a ‘corrida’ a Capital Europeia da Cultura em 2027.

Apelo para conquistar eleitores que habitualmente não votam

Um programa “ambicioso e realista” a executar “com muito empenho” prometeu Ribau Esteves, rematando com um apelo à mobilização dos aveirenses em torno da coligação, num “caminho feito com toda a gente, que queremos continuar a fazer com mais gente”. Uma candidatura que se pretende afirmar pela “atitude positiva” em contraponto “a alternativas que em regra dizem mal e usam a mentira e maledicência”.

O recandidato insistiu junto dos seus apoiantes para “chamar um pouco da atenção aos que em regra não votaram, a pensarem que é um momento importante na decisão de seguir em frente num caminho positivo e construtivo, de fazer mais e melhor ou olhar para o lado e ver gente apenas na luta do poder pelo poder”.

Discurso direto

“Este não é o momento de experiências, de testar novas personalidades. Temos o privilégio de ter na capital do distrito dos melhores autarcas, das pessoas mais competentes e trabalhadoras que muito dignificam o PSD. O que se passa em Aveiro é digno de registo, na qualidade de vida das pessoas, um projeto de futuro que não pode deixar de ficar por terra.” – Salvador Malheiro (líder distrital do PSD)

“É o quinto acordo autárquico com o PSD. Estamos há 36 anos na liderança da Câmara e vamos estar 40 anos. É no próximo mandato que vamos fazer aquilo que foi tentado e não conseguido, que é tornar Aveiro capital da região e fazer tudo que desejamos como munícipes, que vai dignificar a forma de estar de vida e como todas as questões que ansiamos do ponto de cultural e económico. Aveiro vai melhorar. Estamos para solidificar a nossa relação com o protagonista que achamos ser o mais importante neste momento para o passo seguinte.” – Caetano Alves (líder concelhio do CDS)

“O PPM está aqui presente para agradecer o trabalho de quem se esforçou, de quem deu a Aveiro uma nova saúde, um novo rumo, apoiando o terceiro mandato que apenas poderia ser o projeto de continuidade. Um trabalho liderado quase por um nosso Rei em Aveiro, que tem visão estratégica, um bom político e bom gestor, que honra-nos a todos.” – Filipe Ramos (secretariado nacional do PPM)

Assistir ao vídeo da apresentação da candidatura

Cinco candidatos à Câmara de Aveiro

Em Aveiro, além de Ribau Esteves, são candidatos à presidência da Câmara Manuel Oliveira de Sousa (coligação Viva Aveiro, PS-PAN), Nelson Peralta (BE), Miguel Viegas (CDU) e Cândido Oliveira (Chega), este último o único não repetente.

Publicidade, Serviços & Donativos

Para conhecer e ativar campanhas em NoticiasdeAveiro.pt, assim como conhecer / requisitar outros serviços e fazer donativos, utilize a nossa plataforma online.