Aproxima-se a “nova vida” do Távora

1943
Edifício Fernando Távora.

O edifício Fernando Távora, em fase final de requalificação, “terá uma vida nova na fase de transição da primavera para o verão, com inauguração em julho”, anunciou o presidente da Câmara de Aveiro.

Prevê-se que reabra “já com ativação das várias dimensões de vida”, desde logo “a âncora base” que é a biblioteca, mas “também um espaço de criação tecnológica e de co working”, sendo que a zona dedicada ao gabinete de apoio a investidores será disponibilizada “na ponta final do ano”.

“É um edifício que tem uma marca muito importante na arquitetura da cidade, uma empreitada muito delicada e difícil que temos vivido de forma intensa”, referiu Ribau Esteves.

Ainda no plano dos investimentos culturais, o autarca adiantou que foi decidido “avançar já” com a reabilitação do centro de congressos (antiga fábrica Jerónimo Pereira Campos) aproveitando a pagarem de atividades devido à situação pandémica.

“Vamos tomar um conjunto de decisões de investimento para o qualificar, também para o bar e restaurante, que terá lançamento de concurso, que faz parte da estratégia de relançamento do centro de congressos, capacitando os seus vários níveis de estrutura”, explicou Ribau Esteves.

No que toca a monumentos religiosos, a igreja das Barrocas, será alvo de obras de reabilitação que é património nacional, ao abrigo de um protocolo com o Ministério da Cultura (Direção Regional de Cultura do Centro), num investimento de 100 mil euros em fase de adjudicação final, com a autarquia a assumir o grosso do encargo e a tutela o projeto.

A Igreja das Carmelitas, que teve a mudança de cobertura a cargo do ministério da Justiça, inquilino dos espaços contíguos, vai conhecer uma segunda intervenção, no interior, também no âmbito de um protocolo com a Direção Regional da Cultura num investimento de 120 mil euros, já com projeto elaborado, seguindo-se o lançamento do concurso público. A obra deverá arrancar em Setembro.

“São um conjunto de ações que tiveram desenvolvimentos recentes na melhoria da oferta cultura do município”, adiantou Ribau Esteves

Artigos relacionados

Aveiro: Cultura vai regressar no espaço público e em plataforma digital

Aveiro: Obras no Fernando Távora arrancam em janeiro

Estratégia cultural aponta para tornar Aveiro “a cidade que melhores condições dá aos artistas”

Câmara de Aveiro e DRCC preparam intervenção na Igreja das Barrocas

Publicidade, Serviços & Donativos