Anadia: Urbanização municipal com 16 fogos lançada a concurso público

478
Urbanização em Ancas, Anadia.
Dreamweb 728×90 – Video I

A Câmara de Anadia aprovou, na sua reunião de executivo de 7 de dezembro, a abertura de um concurso público para a construção de 16 fogos no loteamento da Quinta do Rangel, em Ancas.

Um investimento que decorrerá no âmbito da Estratégia Local de Habitação.

Segundo a edilidade, esta empreitada tem o valor base de 2,1 milhões de euros, acrescido de IVA, com um prazo de execução de 24 meses.

A intervenção “tem como objetivo a construção de habitações para resolver situações de pessoas e agregados familiares que vivem em condições habitacionais indignas, promovendo assim a melhoria da sua qualidade de vida.”

A Estratégia Local de Habitação foi aprovada pela Assembleia Municipal de Anadia, no âmbito da qual se encontram sinalizadas as situações de carência habitacional existentes no seu território e definidas as soluções habitacionais nas quais se devem enquadrar todos os pedidos de apoio ao abrigo do 1º Direito – Programa de Apoio ao Acesso à Habitação.

Ainda neste âmbito, foi também assinado um acordo de colaboração entre o Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana e o município de Anadia que define as condições de implementação das soluções habitacionais, a partir do qual foi celebrado um contrato de comparticipação com o objetivo de conceder um apoio financeiro não reembolsável destinado a financiar a realização do projeto da construção dos 16 fogos no loteamento da Quinta do Rangel, em Ancas.

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.