Anadia: Câmara projeta disponibilizar para habitação cerca de duas dezenas de fogos em Sangalhos

745
Paços de Concelho de Anadia.

A Câmara de Anadia ajdudicou, recentemente, a aquisição de serviços para a elaboração de projetos de arquietura e especialidades no âmbito da Estratégia Local de Habitação (ELH).

Em causa, a preparação dos estudos para disponibilizar 21 fogos na Urbanização do Fojo, na freguesia de Anadia. O preço contratual é de 50.990 euros, com prazo de execução de 50 dias.

Trata-se de um novo projeto para a construção de mais habitações. À semelhança do que aconteceu com a empreitada da Quinta do Rangel, é intenção da autarquia apresentar também uma candidatura para financiamento ao Plano de Recuperação e Resiliência.

Em junho passado, a autarquia de Anadia aprovou a atualização da ELH do concelho, face a um novo levantamento das carências de habitação, nomeadamente das pessoas que não dispõem de habitação adequada e que residem em situação de precariedade, insalubridade e insegurança, inadequado e/ou sobrelotado.

Segundo a edilidade, constou-se um aumento do número de casos de agregados e pessoas que vivem em situação de habitação indigna, estando sinalizados 83 agregados familiares, num total de 167 indivíduos. O trabalho desenvolvido nos últimos meses sinalizou 106 agregados familiares, num total de 225 indivíduos.

“Para fazer face a algumas carências”, está em curso empreitada de construção de 16 fogos no loteamento da Quinta do Rangel, em Ancas, no valor de cerca de 1,750 milhões de euros.

Artigo relacionado

Habitação: Anadia investe em 37 fogos de habitação e Estarreja assina acordo com IHRU

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.