Albergaria-A-Velha: PSD defende serviço de apoio a empresas na zona industrial

1448
Albergaria-A-Velha, zona industrial.
Smartfire 728×90 – 1

Os vereadores do PSD na Câmara de Albergaria-A-Velha voltaram a insistir na utilidade da criação na zona industrial do concelho de “um espaço que reúna um conjunto de serviços de apoio aos empresários”.

Posição reafirmada a pretexto de uma proposta da maioria CDS para vender, em hasta pública, um lote de terreno que tem implantado um edifício por concluir há vários anos.

Os sociais democratas votaram contra “por uma questão de coerência”, atendendo a que defendem “outro objetivo para o imóvel, posição que foi já objeto de duas proposta públicas”.

O lote de 4470 metros quadrados tem como preço base de licitação 320 mil euros.

A Câmara liderada por António Loureiro relembra a importância de “captar” investimento empresarial para o concelho, “conduzindo a assim à criação de novos postos de trabalho e dinamização do tecido económico local”.

Na mesma hasta pública, que está agendada para 4 de novembro, entre os imóveis a levar à praça, surge novamente um lote de terreno na Vila das Laranjeiras, freguesia de Albergaria-a-Velha e Valmaior. Uma parcela destinado à construção plurifamiliar, que depois de não ter suscitado interesse numa primeira tentativa de venda tem agora com preço base de 200 mil euros.

A autarquia espera, assim, aumentar a oferta de fogos habitacionais, “para responder à elevada procura que se vem verificando por parte da população”.

Para os eleitos do PSD Licínio Pimenta e António Almeida deveria ser a Câmara “a assumir a construção naquele espaço, regulando e contribuindo para a criação de habitação no território municipal.”

Publicidade, Serviços & Donativos