Albergaria-a-Velha ensina crianças a viver em cidades sustentáveis e usar energias alternativas

123
“Balance bikes”.
Dreamweb 728×90 – Video I

A Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha entregou mais de 80 “balance bikes” – um tipo de bicicleta especial para aprendizagem que não utiliza pedais – em diversos estabelecimentos de ensino do concelho, para serem utilizados por crianças entre os 2 e os 5 anos

A primeira entrega decorreu no Jardim-de-Infância de Albergaria-a-Velha, com a presença do Presidente da Câmara Municipal, António Loureiro, que explicou a iniciativa inserida num dos pilares do projeto municipal de mobilidade sustentável.

“O POP (Programa Operacional Pedalar) é dirigido aos mais jovens e agora incluímos uma vertente para os mais pequenos, que designamos PréPOP, destinada a todos os estabelecimentos pré-escola da rede pública do concelho”. O edil albergariense explicou, ainda, que cada jardim-de-infância vai receber “um kit” que inclui capacetes e bicicletas para os alunos aprenderem a andar e ganharem a destreza necessária para crescerem imbuídos do espírito necessário ao uso da bicicleta, em segurança, e com enorme sensibilidade para o meio ambiente”, referiu António Loureiro, Presidente da Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha.

Desenvolvido pela agência NunoZamaro Indústrias, especializada em mobilidade suave e ciclável, “o PréPOP vai ensinar os alunos do Pré-escolar da rede pública do município, a reciclar e a evitar o uso de combustíveis fosseis”. Com o apoio das educadoras, os miúdos vão dar os seus primeiros passos no mundo da reutilização e reciclagem de materiais, bem como na mobilidade suave e ciclável”, explicou Nuno Zamaro, frisando que “é tudo por meio de brincadeiras e faz de conta”.

O mentor do projecto acrescentou que as escolas vão receber um manual que ensina a recriar uma pequena cidade com edifícios, pontes e até um sistema de carregamento elétrico das bicicletas de faz de conta, através do reaproveitamento de caixas de papelão.

“Nesta cidade não vai existir a palavra gasolina ou outra que seja a partir de combustíveis fosseis, pois acreditamos que muitas destas crianças já não as vão utilizar no futuro”, salientou ainda António Loureiro.

Os outos dois pilares do projecto são o sistema público de utilização gratuita (MOB.A) e os Patrulheiros, que consiste num trabalho de intervenção voluntária, de bicicleta, em áreas de grande interesse ambiental, na identificação de depósitos de lixo ilegal, ninhos de vespa asiática, apoio aos peregrinos e na vigilância da floresta, em parceria com a GNR, Bombeiros Voluntários, agrupamentos de escuteiros de Albergaria-a-Velha, Angeja, Branca e Valmaior e a Associação Bioloving.