Ala sul do Mosteiro de Arouca alvo de concessão para alojamento

289
Mosteiro de Santa Mafalda.
Dreamweb 728×90 – Video I

A Turismo de Portugal lançou, esta sexta-feira, o concurso público para a concessão da ala sul do Mosteiro de Arouca para hotelaria.

Há muito que estava a ser preparada a instalação de uma unidade de alojamento.

Os investidores têm agora 90 dias para se candidatarem. A concessão tem um prazo de 50 anos.

O momento de lançament concurso é recebido pela líder da edilidade arouquense “com satisfação”, já que o investimento privado é esperado “há muito”.

“Aguardamos agora que os investidores que haviam já manifestado interesse em criar um hotel no Mosteiro se candidatem”, referiu a presidente da Câmara.

Com a criação da unidade de alojamento e com o projeto da Direção Regional de Cultura do Norte de intervenção na área de acolhimento ao visitante do Museu de Arte Sacra e que se encontra somente a aguardar o visto do Tribunal de Contas para avançar, damos um passo decisivo no relançamento do Mosteiro “como âncora do desenvolvimento cultural e económico a nível regional e também do Norte de Portugal.”

O Mosteiro de Arouca é um dos 33 imóveis inscritos no Revive, um programa conjunto dos ministérios da Economia, Cultura e Finanças com a colaboração das autarquias locais. Pretende-se com este programa valorizar e recuperar o património sem uso, reforçar a atratividade dos destinos regionais e o desenvolvimento de várias regiões do país.