Acusado de agredir advogado em silêncio no tribunal

1206
Tribunal de Aveiro.
Dreamweb 728×90 – Video I

Um homem de 55 anos remeteu-se ao silêncio no início do julgamento no Tribunal de Aveiro em que responde por agressões de que, alegadamente, foi vítima um advogado septuagenário, no escritório deste, localizado no centro de Albergaria-A-Velha, em maio de 2019.

Depois de incidentes ocorridos na primeira audiência, em que o julgamento foi adiado, o coletivo de juízes requereu segurança policial para a segunda data, esta segunda-feira de manhã.

Artigo relacionado

Agrediu advogado e ficou sem a defensora no início de julgamento

“Vou ficar calado. Com tantas testemunhas, de certeza vão bater palmas”, limitou-se a referir o arguido que está acusado de três crimes de ofensas à integridade física.

O tribunal ouviu, através de video conferência, o ofendido. Segundo explicou, conheceu o arguido num processo julgado em Águeda, também de agressões, que ocorreram em contexto de desentendimentos devido a delimitação (‘extremas’) de terrenos. O homem era simultanemente acusado e ofendido, juntamente com outros dois arguidos (avó e neto), que o advogado defendeu. Exceptuando o mais novo, os arguidos, vizinhos, foram condenados.

Os indivíduos mantiveram, posteriormente, desavenças, também, por causa de danos ocorridos num muro da propriedade do arguido. “Começou a aparecer no meu escritório para resolver o problema, disse-lhe que não era comigo”, referiu o ofendido que, numa das vezes, foi esmurrado, pontapeado e mordido pelo arguido que o surpreendeu sozinho.

“Mordeu-me no polegar direito. Já no outro caso deu uma dentada ao neto do meu cliente, esfacelou-lhe um dedo. Lembrei-me que pudesse fazer o mesmo, assim que senti que estava a querer morder, tirei o dedo rapidamente. Depois pontapeou-me nas canelas”, recordou.

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.