Acendeu-se um Lamine ao fundo do túnel (BM 2 – Vildemoinhos 1)

1803
Kuiaté Lamine, a festejar o bis na receção ao Vildemoinhos (Foto Facebook do Beira-Mar).

Um golo do ponta de lança Lamine, ao ‘cair do pano’, deu a vitória do Beira-Mar na receção ao Lusitano de Vildemoinhos (2-1) em partida a contar para a 20ª jornada da Série D do Campeonato de Portugal.

Para além do fim de um jejum de cinco jogos sem vencer, os aveirenses beneficiaram da derrota do Castro Daire em casa com o Lourosa (0-3), passando a ocupar o sétimo lugar, com 28 pontos, a dois do Valadares, que foi a S. João da Madeira ganhar pela margem mínima.

Nas últimas duas jornadas da fase regular do campeonato, o Beira-Mar começa por deslocar-se ao terreno do líder Anadia (3 de abril) e recebe o Valadares (11 de abril), equipa que tem feito uma boa recuperação.

Já o Vildemoinhos, que está em 11ª lugar com 16 pontos, viu sentenciada a descida aos distritais de Viseu.

No duelo desta tarde em Aveiro, o treinador da casa fez três mudanças no onze relativamente à partida disputada em Lourosa, com as chamadas de Caio Senna, Sylla e Elsinho. Rui Sampaio esteve ausente da convocatória devido a ter visto o quinto cartão amarelo.

Do lado contrário, Paulo Meneses operou duas alterações em relação ao jogo com o Vila Cortez, dando a titularidade a Xandão e Gonçalo Lixa.

Muralha defensiva obrigou a jogo de paciência

A primeira parte foi dominada pelo Beira-Mar, consentido de alguma forma pelos visitantes devido às cautelas defensivas evidentes junto do seu último reduto.

Num jogo de paciência, os locais só a partir do primeiro quarte de hora conseguiram criar oportunidades. Sylla, uma novidade na posição de homem mais adiantado, falhou um remate em boa posição, após desmcarcação de João Nogueira. O lateral direito pôs o guarda-redes à prova no ataque seguinte, com remate após cruzamento do lado contrário de Ivo Lemos.

O Vildemoinhos tentou reagir, beneficiando de dois livres. José Francisco também tentou o remate de fora da área, mas Pedro Soares segurou.

Ao passar da meia hora, o Beira-Mar já estava a controlar novamente o rumo da partida. Zé Pedro ensaiou dois remates sem acertar no alvo. Mais perigogoso foi o lateral esquerdo Mendonça, quando numa incursão individual rematou rasteiro, obrigando Ruca a defesa apertada para canto.

As melhores ocasiões para abrir o marcador continuavam a pertencer aos da casa. Aos 37m, Sylla, desta vez acertou na bola, mas o desvio de cabeça após cruzamento de Dieguinho foi muito ao lado. Seguiu-se mais um remate, forte, de João Nogueira, para fora. Depois, em cima do intervalo, Zé Pedro teve nos pés a melhor oportunidade dos primeiros 45 minutos, num remate rasteiro na área, após defesa incompleta. Valeu aos visitantes o central Xandão a substituir o seu guarda-redes.

Segunda parte emotiva teve prémio no fim das compensações

O treinador Manuel Rodrigues fez entrar Lamine ao intervalo em busca do golo. O jogador do Senegal, ao quarto jogo em Aveiro, correspondeu em pleno, demorando apenas três minutos para se estrear-se a marcar. O lance começa num lançamento da linha lateral, na direita; Dieguinho assiste Syllla que coloca na área, bola tabela num defesa e sobrou para Lamine, que rematou para o fundo da baliza.

O Vildemoinhos, confrontado com a necessidade de correr atrás do prejuízo não só equilibrou a partida como chegou ao empate, aos 70m. Após um livre na esquerda, um beiramarense ao tentar sair deixou-se antecipar e Raphael Almeida aproveitou o corte da melhor forma, rematando sem dar hipótese de defesa.

A defesa do Beira-Mar entrou numa fase de algum desacerto. Num dos lances, Helder Rodrigues teve espaço para rematar, rasteiro, valendo a defesa de Pedro Soares.

Do lado contrário, Lamine continuava a ser muito solicitado para resolver o jogo e teve nova oportunidade num cruzamento da esquerda de Zé Pedro, cabeceando para uma grande defesa de Ruca.

O Beira-Mar ainda viu um golo anulado a Romário, com o árbitro a assinalar falta a Xandão. E só no último minuto garantiu a vitória. Zé Pedro aponta um livre assistindo na direita Garruço, este cruzou para a pequena área onde o guarda-redes fez uma defesa incompleta; Lamine estava no sítio certo, atirando para o fundo da baliza. O bis do senegalês foi festejado efusivamente pelos aurinegros, enquanto do lado contrário o Lusitano acabou destroçado.

Ficha

Beira-Mar

Pedro Soares
João Nogueira
Romário
Caio Senna
Mário Mendonça
Sory
Ivo Lemos (Garruço, 75m)
Elsinho (Lamine, intervalo)
Dieguinho (Diogo, 67m)
Zé Pedro
Sylla (Leandro Vieira,87m)

Suplentes: Gabriel, Edgar Almeida, Diogo Tavares, Garruço, Berna, Lamine, Leandro Vieira.

Treinador: Manuel Rodrigues

Lusitano Vildemoinhos

Ruca
Gonçalo Lixa
Calico
Xandão
Raphael Almeida
Uros (Tiago Almeida, 66m)
Mauro Santos
Jake
Zé Francisco (Luis Almeida, 81m)
Braz (Sena, 81m)
Helder Rodrigues

Suplentes: Tony, Leal, Luis Almeida, Tiago Almeida, Sena, Tatiano., Gui Oliveira

Treinador: Paulo Meneses

Árbitro: José Bessa (AF Porto)

Ação disciplinar / Cartões amarelos para Elsinho (5m), Ivo Lemos (27m), Xandão (52m), Helder Rodrigues (65m), Caio Senna (69m).

Vídeo do jogo

Anadia vence após duas derrotas

O Anadia regressou, este domingo, às vitórias após duas derrotas caseiras ao golear em casa com o ‘condenado’ Vila Cortez. Os ‘Trevos’ lideram o campeonato agora com 41 pontos. Em segundo, a dois pontos, está o Lourosa, que foi a Castro Daire vencer por 0-3.

Resultados e classificação em https://www.zerozero.pt/edition.php?id_edicao=147540

Publicidade, Serviços & Donativos