Abertas candidaturas para combater ‘praga’ dos jacintos-de-água

2841
Pateira de Fermentelos.
Dreamweb 728×90 – Video I

A Região Hidrográfica Vouga foi incluída pelo Governo nas zonas do país que podem beneficiar de apoios financeiros para projetos de combate a espécies invasoras exóticas aquáticas, as mais vulgares são os jacintos-de-água, através de candidaturas das autarquias locais (Câmara e Juntas de Freguesia).

Estão previstas intervenções de limpeza e remoção a financiar no âmbito do Fundo Ambiental na Pateira de Fermentelos, no rio Cértima e na Barrinha de Mira, das áreas mais atingidas.

Segundo o aviso Ministério do Ambiente e Ação Climática hoje publicado em Diário da República são elegíveis candidaturas para troços dos cursos de água ou sub-bacias hidrográficas consideradas prioritárias, nomeadamente nas bacias hidrográficas do rio Cértima e Pateira de Fermentelos, rio Águeda, rio Vouga, Lagoa, Canal e Barrinha de Mira.

Os projetos terão o envolvimento da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e do Instituto da Conservação da Natureza das Florestas (ICNF), esperando-se com esta medida “contribuir para a melhoria do estado das massas de água”.

São passíveis de apoio “a elaboração e implementação de planos de ação locais com vista ao controlo, contenção ou erradicação de jacinto-de-água”, incluindo em associação com outras espécies invasoras aquáticas e também “a aquisição de equipamento para proceder a esse controlo, contenção ou erradicação”.

A dotação máxima afeta à candidatura é 200.000 euros, sendo o financiamento máximo de 85 % (financiamento limitado a 75.000 euros por projeto).

Artigos relacionados

Falta de financiamento público impede limpeza de praga de jacintos de água

Águeda: Ceifeira aquática retoma limpeza na pateira

Publicidade, Serviços & Donativos