50 anos da paróquia de Santa Joana Princesa

708
Igreja paroquial de Santa Joana, Aveiro.
Dreamweb 728×90 – Video I

Após a fundação da paróquia, a preocupação quase imediata da população em geral, foi organizar todo o complexo processo para a criação da freguesia civil, o que viria a acontecer alguns anos depois.

Adérito R. Abrantes *

Em 11 de Novembro de 1969, por decreto de D. Manuel de Almeida Trindade, então Bispo de Aveiro, foi criada a Reitoria de Santa Joana Princesa (futura Paróquia com o mesmo nome), a partir de várias parcelas territoriais desmembradas das freguesias da cidade – Glória, Esgueira e Vera Cruz. Viria a tornar-se paróquia definitiva em 19 de Setembro de 1976, data da inauguração e consagração da respetiva igreja paroquial.

Desde então até hoje, esta comunidade não deixou de crescer em todas as suas valências, tanto do ponto de vista religioso, como civil.

Na verdade, após a fundação da paróquia, a preocupação quase imediata da população em geral, foi organizar todo o complexo processo para a criação da freguesia civil, o que viria a acontecer alguns anos depois.

No próximo dia 11 de Novembro a paróquia de Santa Joana Princesa festejará o 50.º aniversário da sua existência. É por isso um extraordinário motivo de regozijo para toda a população local e uma oportunidade privilegiada para darmos graças a Deus e à nossa dedicada padroeira, Santa Joana Princesa.

Está pois de parabéns toda a nossa comunidade por, apesar de ser uma freguesia ainda muito jovem, ter crescido tão significativamente e ser hoje um lugar onda dá gosto viver e conviver.

Um abraço a toda a comunidade paroquial, a profunda gratidão a todos os que dedicadamente tudo fizeram pelo engrandecimento da nossa terra, o reconhecimento de toda a dedicação, longa e contínua das suas forças vivas e seus colaboradores e votos de um futuro cada vez mais próspero e risonho à nossa freguesia, é o que augura para esta laboriosa gente o seu pároco.

A história remonta aos inícios da década de 60. O índice demográfico aumentava a olhos vistos nos lugares que hoje dão corpo à freguesia de Santa Joana, o que dificultava a prestação de uma assistência religiosa condigna. A esta realidade acrescia o facto intolerável de pessoas que conviviam nas mesmas ruas pertencerem a paróquias diferentes, distribuídas pelas freguesias religiosas de Esgueira, Glória e Vera Cruz.

A solução passava, pois, por agregar estas gentes numa mesma paróquia, conferindo-lhes autonomia religiosa. Depois de diligências várias, desenvolveram-se todos os esforços para a criação da tão almejada circunscrição eclesiástica.

A inexistência, porém, de uma igreja local, capaz de servir cabalmente as práticas religiosas, levou o então Bispo de Aveiro, D. Manuel de Almeida Trindade, a decretar a ereção provisória de um Vicariato, ou Reitoria Paroquial, o qual adotaria o título de Santa Joana Princesa, nome pronunciado a uma só voz.”1 Constituída oficialmente a 11 de novembro de 1969, a Paróquia de Santa Joana Princesa prepara-se para celebrar os 50 anos da sua existência, sendo esta efeméride celebrada com um conjunto de atividades e eventos que pretende congregar toda a comunidade local numa das principais obras da sua existência: a Igreja Matriz de Santa Joana.

* Pároco de Santa Joana (Aveiro)

Do programa de festividades constata-se, principalmente, a realização de uma Eucaristia dedicada às famílias, uma tarde cultural com a presença dos grupos de catequese e um espetáculo musical com a conhecida Banda Jota, a que se unem, as Tasquinhas Gastronómicas dinamizadas pelos diversos serviços pastorais. Esta efeméride não poderia deixar de contar com uma Eucaristia Evocativa dos seus 50 anos, a realizar no dia 11 de novembro, que para além de contar com a presença do Senhor Bispo de Aveiro, D. António Moiteiro, contará com a presença habitual do Padre Adérito Abrantes, pároco desta Paróquia desde a primeira hora e que certamente recordará algumas das principais histórias vividas ao longo das últimas cinco décadas.

Publicidade, Serviços & Donativos