10 anos de ramal ferroviário: Obra ímpar, um exemplo a seguir

3279
Ramal ferroviário do Porto de Aveiro.
Dreamweb 728×90 – Video I

Dez anos volvidos, importa assinalar o saldo bastante positivo da entrada em funcionamento do Ramal Ferroviário do Porto de Aveiro.

Por Fátima Lopes Alves *

Esta sexta-feira, 27 de Março de 2020, celebramos efeméride de obra que concretizou anseios de antanho da comunidade portuária aveirense, dos aveirenses em geral, com reflexos assumidamente positivos no pulsar económico da Região e do País.

O sonho de décadas concretizou-se, nesse dia, graças ao empenho de muitos, numa mobilização ímpar e bem-sucedida de vontades, liderada, no que reporta à tutela, pela Eng. Ana Paula Vitorino, ao tempo Secretária de Estado dos Transportes, sendo Presidente do Porto de Aveiro o Eng. José Luís Cacho.

A importância da obra é bem patente no investimento avultado feito quer pelo Governo português, quer através do cofinanciamento do FEDER – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, e do apoio do Banco Europeu de Investimento.

O Porto de Aveiro passou, a partir de então, a oferecer serviços de transporte intermodais de base ferroviária, essenciais para a sua maior integração na Rede Transeuropeia de Transportes, em especial no corredor E-80 (fluxos rodoviários anuais de 50 milhões de toneladas), onde este porto possui uma localização privilegiada.

Beneficiando de uma ligação rodoviária rápida e descongestionada, através da A25/eixo E80, a que se acrescentou a nova ligação ferroviária, o Porto de Aveiro passou, a partir de 27 de Março de 2010, a ser o porto de mar mais próximo da região de Castela e Leão.

Dez anos volvidos, importa assinalar o saldo bastante positivo da entrada em funcionamento do Ramal Ferroviário do Porto de Aveiro, que se objetiva em cifras que a todos encherão de orgulho: Nestes 3.653 dias, circularam pelo ramal um total de 6.225 comboios, tendo chegado a atingir o valor de quatro composições diárias no período de um ano. Números expressivos também quando atentamos no binómio exportações/total trafegado, com uma cota modal de 30% para a exportação e de 15% para o total do tráfego.

Sei que celebramos esta efeméride num período assaz difícil para Portugal e para o mundo. Mas também conheço a determinação dos portugueses em situações como esta, a sua vontade indómita de resistir, de se manter de pé, de não quebrar por mais sólido que seja o negro das nuvens que teimam em esconder-nos o brilho do SOL.

A Comunidade Portuária de Aveiro, os aveirenses, em particular, e os portugueses, em geral, sabem que podem contar com o empenho do Conselho de Administração do Porto de Aveiro, assim como de todos os colaboradores da empresa.

Estamos ao leme 24/24 horas ao dia, 7 dias por semana, resolvendo dificuldades, triturando os escolhos que vão surgindo, sem que as forças esmoreçam porque, quando alguns segundos de desânimo se atrevem a bater à nossa porta, rapidamente os afugentamos brandindo a espada da Esperança, de um porvir em que a normalidade regressará.

Estamos ao comando desta importante e estratégica empresa irmanados num permanente desejo de servir a causa pública, sabedores de que as dificuldades serão ultrapassadas dando lugar à concretização de novos projetos e investimentos, como o que se materializou a 27 de Março de 2010.

Obrigada e bem hajam!

Fátima Lopes Alves, presidente do Porto de Aveiro.

* Presidente do Conselho de Administração do Porto de Aveiro (APA, S.A.).

Publicidade, Serviços & Donativos