Ílhavo: 1,5 milhões de euros para adaptar antigo quartel dos BV para valências culturais

582
Antigo quartel dos Bombeiros de Ílhavo (estudo de reabilitação).
Smartfire 728×90 – 1

A reabilitação do antigo quartel dos Bombeiros Voluntários de Ílhavo deu mais um passo com a abertura de procedimento concursal.

A Câmara aprovou hoje o lançado do concurso da empreitada dos trabalhos de adaptação do edifício agora propriedade municipal para ‘Centro para a Valorização e Interpretação da Religiosidade Ligada ao Mar e Loja Social’.

O projeto conheceu, no final de outubro, a aprovação de financiamento por parte do programa Portugal2020, representando um investimento de 1,566 milhões de euros.

A obra, explica a edilidade em comunicado, está enquadrado no Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano de Ílhavo (PEDU).

O reabilitação “permitirá a concretização do projeto e da opção urbanística da autarquia para a reabilitação daquele espaço público, liberto e desocupado por força da construção das novas instalações dos Bombeiros Voluntários de Ílhavo.”

A empreitada é tida como de “complexidade elevada”, permitindo criar condições para albergar espaços e equipamentos que preservam a cultura e a identidade do município, uma loja social e a sede da Confraria do Bacalhau.

O prazo de execução é de 14 meses, após a sua adjudicação.

A requalificação urbana do centro de Ílhavo prevê também a remodelação do Largo do Bispo (Jardim Henriqueta Maia) e da zona envolvente ao pavilhão Capitão Adriano Nordeste seguindo “a estratégia municipal para a promoção da cultura e dos valores históricos que sustentaram o desenvolvimento do território.”