Vale de Cambra: MP acusa homem de matar amigo que atraiu para furto de gasóleo

1092
Polícia Judiciária.

O Ministério Público (MP) deduziu acusação contra um arguido por crimes de homicídio qualificado e roubo ocorridos no concelho Vale de Cambra em setembro do ano passado.

O processo diz respeito à morte de um homem num estaleiro na freguesia de Roge.

O MP, após investigação policial, concluiu que o arguido, de 22 anos, encaminhou a vítima, seu amigo, de 24 anos, para o local, a 17 de setembro, cerca das 23:00, a pretexto de furtar gasóleo de máquinas que aí estivessem, conforme tinham combinado durante a tarde do mesmo dia.

O alegado homicida teria um outro propósito, que era o de tirar à vítima uma quantia de 275 euros que sabia ser portador.

Segundo um resumo da acusação divulgada pela Procuradoria Distrital do Porto, aproveitando a presença do amigo junto a uma máquina rectro-escavadora, curvado e de costa, a fazer a trasfegando de gasóleo para um recipiente de plástico, o arguido deu-lhe uma pancada com um cubo de pedra, “com o intuito de a tornar inconsciente para depois lhe tirar os bens que tivesse”.

O homem terá reagido, mas foi atirado ao solo com “sucessivas pancadas na cabeça e corpo com um barrote”, causando-lhe a morte. De seguida, apropriou-se do dinheiro dos bolsos da vítima, assim como do telemóvel e do veículo automóvel, também pertencentes a esta.

O arguido está preso preventivamente a aguardar julgamento.

Artigos relacionados

Detido suspeito de matar homem à pedrada em Vale de Cambra

Publicidade, Serviços & Donativos