Vagos: Antigos paços de concelho vão receber importante obra de qualificação

365
Edifício da Assembleia Municipal de Vagos.
Smartfire 728×90 – 1

A Câmara de Vagos aprovou o anteprojeto de reabilitação do Palacete Visconde de Valdemouro, “cuja estimativa orçamental ronda os 3,4 milhões de euros.”

Com uma área de implantação de 1374,22m2 (área total de construção de 2832,91m2) “esta é uma das intervenções previstas no Plano de Ação de Reabilitação Urbana da Vila de Vagos e tem com objetivo a reabilitação e ampliação do Palacete de modo a proporcionar condições para a instalação de um Pólo de Industrias Criativas e Culturais e pela ampliação do Museu do Brincar”, refere a edilidade.

O programa funcional, segundo adianta o comunicado, “está vocacionado para o desenvolvimento das Indústrias Criativas, para a sensibilização artística e cultural da população, para o desenvolvimento de ideias criativas e para a formação cultural e de públicos”.

Serão incorporados, também, novos espaços funcionais, entre os quais um auditório que permitirá um conjunto de ações e eventos com o objetivo de divulgação dos trabalhos realizadas pelas empresas instaladas e pelo Museu do Brincar, de modo a criar um Pólo aglutinador de dinâmicas criativas e culturais.

“Outro dos objetivos da intervenção, é que esta possa ser um incentivo à recuperação e reabilitação do parque habitacional existente no centro urbano, que se encontra em vias de se degradar mais, dinamizando uma oferta diversificada e nova no parque habitacional existente que incorpore contemporaneidade e atratividade, que permita fixar a população no núcleo urbano mais central e tradicional”, explica a autarquia.