“Uma vida sublime”, o filme português mais premiado, chega às salas de cinema

794
Filme “Uma vida sublime”.
Banner Ol. do Bairro – cultura – 728X90

“Uma vida sublime”, o filme português mais premiado de sempre, chega esta quinta feira às salas de cinema. Realizado por Luís Diogo , teve produção conjunta do Filmógrafo e Cine Clube de Avanca.

Com estreia em cinemas de Lisboa (Cinema City), Porto (Parque Nascente), Paços de Ferreira (Plaza), Penafiel (Cinemax), Castelo Branco (Cinebox) e Ovar (Dolce Vita), terá também sessões especiais no Teatro Aveirense (Aveiro), Cine Teatro de Estarreja, Espalhafitas (Abrantes) e no Teatro Ribeiragrandense nos Açores.

O obra é “um inesperado “thriller” onde um médico, o Dr. Ivan, usa métodos extremos para conseguir que pessoas infelizes voltem a ter uma vida tão sublime quanto a sua”, refere uma nota de imprensa do Cine Clube de Avanca.

O filme que em março último foi distinguido no Fantasporto 2018 com o Prémio de Melhor Ator, foi igualmente exibido no AVANCA em julho passado, “tendo uma fulgurante passagem pelo circuito internacional de festivais de cinema.”

De março a dezembro de 2018 o filme foi selecionado para as competições oficiais de 56 festivais de países dos cinco continentes, tendo recebido 34 prémios. Tornou-se não só o filme português mais premiado de 2018, mas também o mais premiado de sempre em festivais no estrangeiro.

Protagonizado pelos atores Eric da Silva, Susie Filipe, Rui Oliveira e Paulo Calatré, para este filme chegaram prémios para os atores, realizador, argumentista, diretor de fotografia e vários prémios como Melhor Filme de competições na Albânia, Austrália, Espanha, Equador, EUA, Índia, Itália, Rússia, São Tomé, Tailândia e Portugal.

Este é o segundo filme de longa metragem que Luís Diogo realiza, depois de “Pecado Fatal” e três curtas metragens. Sendo o autor dos argumentos de todos os seus filmes, é também argumentista de filmes como “A Bomba” de Leonel Vieira e “Gelo” de Luís e Gonçalo Galvão Teles.

Esta longa metragem de ficção foi em parte rodada no Festival Internacional de Cinema AVANCA 2016, integrando o projeto “Creative Film Workshops”.

Para além de Avanca, o filme foi igualmente rodado em Castelo Branco, Paços de Ferreira, Porto e Santo Tirso.

“Uma Vida Sublime” que já estreou na Rússia, continua a percorrer festivais de cinema em 2019 e prepara igualmente estreias noutros países.