“Um crescimento ímpar, que marca paulatinamente o ritmo de uma região e de um país”

316
Xavier Vieira, UA.
Smartfire 728×90 – 1

Os 45 anos da UA revelam um passado de sucesso, que deverá servir de referência para o contínuo investimento na Educação das próximas gerações de Portugal.

Xavier Vieira *

Hoje é um momento único para todos nós. Estamos perante a oportunidade de festejar a génese de uma Instituição e a cada ano que passa, é determinante termos em mente o quão distinta é, a nossa Universidade de Aveiro. Esse surgimento por si, diferenciador.

Iniciado com a vontade das pessoas de criar uma estrutura que potenciasse a sua formação. Inicialmente era querer de 5 ou 6 pessoas, hoje é um desígnio de 15.000 que representam a nossa comunidade.

De tal forma, que hoje quando olhamos à nossa realidade, verificamos que tem existido um crescimento ímpar, que marca paulatinamente o ritmo de uma região e de um país. Com a capacidade de adaptação às circunstâncias que o tempo de governança nos vai oferecendo.

Atualmente temos uma Instituição integrada plenamente num mundo globalizado. A sua capacidade de assumir os compromissos com a causa pública encontra-se intocável e é com orgulho que podemos constatar a sua participação ativa na construção de um futuro para Portugal.

A concretização de uma missão nobre como esta, apenas é possível, através da dedicação de todos: – estudantes, docentes, investigadores, pessoal técnico, administrativo e de gestão e das empresas que acreditam no desafio que a UA coloca todos os dias na transmissão de conhecimento.

Os estudantes através da sua Associação Académica que está nos seus 40 anos, fazem parte de todo este processo de afirmação da Academia Aveirense. Demonstrando disponibilidade para contribuir para uma Universidade que se destaque no panorama nacional e internacional.

São 45 anos a criar conhecimento e vivências. O que culmina na formação das novas gerações de cidadãos. Desta forma, são 45 anos em que a Universidade de Aveiro, faz-se sentir na sociedade portuguesa.

Estes 45 anos da UA, revelam um passado de sucesso, que deverá servir de referência para o contínuo investimento na Educação das próximas gerações de Portugal.

Devemos continuar a trilhar o nosso caminho e alertar as lideranças que o êxito do futuro, apenas será garantido, caso não continuemos sistematicamente a assistir aos erros do passado.

Toda esta conjetura leva-nos a pensar o que queremos fazer do Ensino Superior, porque a garantia é que este sistema não se limita à formação de profissionais, mas também de cidadãos.

Não podemos continuar a alimentar esta visão porque corremos o risco de colocar em causa a capacidade de discutir Portugal.

Porque este país não sabe onde quer estar e também não quer dar condições às novas gerações de estarem onde querem. A nossa geração quer assumir o protagonismo e tomar as decisões para transformar a sociedade portuguesa.

Tenhamos a capacidade de sair da nossa zona de conforto e queiramos assumir os riscos! Aqui, na UA, devemos pretender ir sempre mais além. Sejamos por isso irreverentes!

Existindo uma coisa garantida, da parte, da comunidade estudantil, que anseia sentir a sua Academia.

Estamos convosco para:

– Afirmar a UA como a melhor do País, através da capacidade de excelência na formação de profissionais e cidadãos!
– Afirmar a UA como a melhor do País, através da relação com a cidade e a Região de Aveiro porque tem a maior proximidade junto do tecido empresarial!
– Afirmar a UA como a melhor do País, através da sua capacidade de internacionalização e integração das diferentes culturas no seu Campus!

Porque na UA através das pessoas que a constituem, é omnipresente a vontade de construção de um futuro melhor.
Parabéns Universidade de Aveiro.

* Presidente da Associação Académica da Universidade de Aveiro. Discurso na sessão comemorativa dos 45 anos da Universidade de Aveiro.