UA: Investigadores locais participam em “descoberta” importante para a eletrónica molecular

1190
Material magneto eletrico (imagem da UA).

Investigadores da Universidade de Aveiro (UA) participam num projeto internacional que permitiu “pela primeira vez foi observada uma ação combinada das propriedades elétrica e magnética, num mesmo material, à temperatura ambiente.”

Segundo uma nota de imprensa da UA, “a descoberta” que contou com dois investigadores locais do Departamento de Física do CICECO-Instituto de Materiais de Aveiro é relatada num artigo publicado na revista Science.

“Com este avanço perspetivam-se novos desenvolvimentos para a eletrónica molecular no armazenamento de dados, em dispositivos eletrónicos de baixo consumo e na spintrónica.” – ocampo da engenharia que manipula o movimento e os spins dos eletrões no átomo que permitiu, por exemplo, “aumentar tremendamente a velocidade de leitura e escrita dos atuais discos rígidos”, tecnologia que recebeu o Prémio Nobel de Física de 2007.

Os investigadores e professores da UA Luís Carlos e Rute Ferreira, em colaboração com investigadores do Instituto Charles Gerhardt de Montpellier (Universidade de Montpellier/CNRS) e da Universidade de Coimbra, colaboraram no desenvolvimento de um material molecular emissor de luz que apresenta uma forte ação combinada entre as propriedades magnéticas e elétricas à temperatura ambiente, resultante da associação entre ferroeletricidade e magnetostrição (a deformação da estrutura cristalina do material sob o efeito de um campo magnético).

O artigo é publicado na edição de 7 de fevereiro de 2020 da prestigiada revista Science. Esta é a décima publicação na publicação em que participam investigadores da UA.

Publicidade, Serviços & Donativos