UA: Investigadores locais participam em “descoberta” importante para a eletrónica molecular

452
Material magneto eletrico (imagem da UA).
Dreamweb 728×90 – Video I

Investigadores da Universidade de Aveiro (UA) participam num projeto internacional que permitiu “pela primeira vez foi observada uma ação combinada das propriedades elétrica e magnética, num mesmo material, à temperatura ambiente.”

Segundo uma nota de imprensa da UA, “a descoberta” que contou com dois investigadores locais do Departamento de Física do CICECO-Instituto de Materiais de Aveiro é relatada num artigo publicado na revista Science.

“Com este avanço perspetivam-se novos desenvolvimentos para a eletrónica molecular no armazenamento de dados, em dispositivos eletrónicos de baixo consumo e na spintrónica.” – ocampo da engenharia que manipula o movimento e os spins dos eletrões no átomo que permitiu, por exemplo, “aumentar tremendamente a velocidade de leitura e escrita dos atuais discos rígidos”, tecnologia que recebeu o Prémio Nobel de Física de 2007.

Os investigadores e professores da UA Luís Carlos e Rute Ferreira, em colaboração com investigadores do Instituto Charles Gerhardt de Montpellier (Universidade de Montpellier/CNRS) e da Universidade de Coimbra, colaboraram no desenvolvimento de um material molecular emissor de luz que apresenta uma forte ação combinada entre as propriedades magnéticas e elétricas à temperatura ambiente, resultante da associação entre ferroeletricidade e magnetostrição (a deformação da estrutura cristalina do material sob o efeito de um campo magnético).

O artigo é publicado na edição de 7 de fevereiro de 2020 da prestigiada revista Science. Esta é a décima publicação na publicação em que participam investigadores da UA.

Publicidade, Serviços & Donativos