Turismo é a indústria da paz

432
Pateira de Fermentelos, Águeda.

A 10.ª edição do Fórum Vê Portugal, organizado pela Turismo Centro de Portugal em Torres Vedras, foi um enorme sucesso. O tema escolhido para esta edição – “Turismo, Ponte para Gerar Entendimentos” – mostrou ser particularmente acertado e não poderia ser mais atual no contexto internacional que se vive.

Por Raul Almeida *

Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o jornal online NotíciasdeAveiro.pt gratuito.

De facto, foi de paz que se falou entre 3 e 5 de junho, tendo ficado evidente que, sendo o turismo um dos fatores mais importantes de coesão do território, é também um setor frágil e sensível às ameaças externas. Mais de 500 participantes participaram neste encontro durante os três dias de evento, que foi enriquecido por oradores de qualidade acima de média.

No primeiro dia, o magnífico espaço do Noah Surf House Portugal, na Praia de Santa Cruz, foi o cenário privilegiado para uma bolsa de contatos e reuniões B2B entre empresas de atividade turística. Os operadores turísticos e as agências de viagens nacionais ficaram a conhecer a oferta turística da região Centro de Portugal, com especial incidência na sub-região Oeste, e puderam assim estabelecer oportunidades de negócio para o futuro.

Participaram nas reuniões cerca de 50 pessoas, entre buyers (da parte da procura) e suppliers (da parte da oferta), com dezenas de encontros a decorrer em simultâneo entre empreendimentos turísticos, restaurantes e empresas de animação turística regionais, além de representantes institucionais.

Os dois dias seguintes foram preenchidos por vários painéis, no Teatro-Cine de Torres Vedras, que abordaram a situação atual e os desafios que se colocam ao turismo em Portugal.

A autonomia das Entidades Regionais de Turismo e as acessibilidades das regiões foram os principais temas de discussão no segundo dia. Destaco a intervenção do Secretário de Estado do Turismo, Pedro Machado, na Sessão de Abertura, em que abordou os desafios que se colocam às Entidades Regionais de Turismo e assumiu a necessidade de dotar estas entidades de mais autonomia, nomeadamente na gestão de programas comunitários.

Em conjunto com os restantes presidentes das Entidades Regionais, participei num painel que debateu, precisamente, os desafios que se nos colocam no dia a dia. Concordámos que é fundamental o reforço da autonomia financeira e administrativa das Entidades, com novas competências, uma vez que há demasiados procedimentos burocráticos que entravam os processos.

A tarde do segundo dia desafiou todos os participantes no Vê Portugal a “Criar Pontes em Torres Vedras”, uma iniciativa que teve como objetivo dar a conhecer aos congressistas alguns dos ativos turísticos do concelho.

À noite, como é habitual, a Turismo Centro de Portugal organizou o jantar oficial “Vê Portugal”, um momento alto do programa, em que foram homenageadas personalidades e instituições que se destacaram pelo seu valioso contributo para o desenvolvimento e notoriedade do setor do turismo na região.

O terceiro e último dia do Fórum foi integralmente ocupado com painéis de discussão. Destaco aquele que teve como tema “O Turismo como ferramenta de construção e manutenção da paz”. Os oradores foram Maryna Mykhailenko, embaixadora da Ucrânia em Portugal, Euhenia Kubakh, diretora de desenvolvimento na organização ucraniana “Centro das Liberdades Civis”, Prémio Nobel da Paz em 2022, Dulcineia Ramos, vereadora da Câmara Municipal de Torres Vedras e o padere Joaquim Ganhão, Capelão do Santuário de Fátima. Este interessantíssimo painel concluiu que os turistas podem ser verdadeiros embaixadores da paz.

Que assim seja, pois o mundo bem precisa que todos sejamos mensageiros de palavras de esperança.

* Presidente da Turismo Centro de Portugal. Artigo publicado originalmente em Linktoleaders.

Siga o canal NotíciasdeAveiro.pt no WhatsApp.

Publicidade e serviços

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais no jornal online NotíciasdeAveiro.pt, assim como requisitar outros serviços. Consultar informação para incluir publicidade online.