Trio apropriava-se de dados bancários de terceiros para comprar telemóveis que eram revendidos

645
Departamento de Investigação e Ação Penal, Aveiro.
Dreamweb 728×90 – Video I

O Ministério Público (MP) de Aveiro deduziu acusação contra três arguidos supostamente envolvidos num esquema de apropriação de dados de cartões bancários e compras de telemóveis na internet.

Aos indivíduos são imputados, em coautoria a prática de nove crimes de falsidade informática e outros 37 crimes de falsidade informática na forma tentada, assim como de um crime de branqueamento.

Uma nota de imprensa da Procuradoria Distrital do Porto informa que o MP considerou indiciado que, entre julho e agosto de 2018, “em conjugação de esforços entre si e repartindo os respetivos lucros, de forma não apurada, os arguidos apoderaram-se de dados de cartões de crédito”. Depois realizaram diversas compras de telemóveis no site online Phonehouse.pt que, recebiam nas moradas por si indicadas ou procediam ao levantamento de tais equipamentos em lojas físicas. Em seguida, os telemóveis eram vendidos em lojas que compram telemóveis usados.

“Indicia-se que os arguidos entraram na posse de dados de, pelo menos, 26 cartões de crédito associados a entidades bancárias brasileiras, venezuelanas, israelita, argentina, dos EUA e de Portugal”, acrescenta a Procuradoria, concluindo que como resultado de tais atos, os agora acusados “lograram obter vantagens patrimoniais no valor de 7.726,47, valor este que MP requereu que seja declarado perdido a favor do Estado.”

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.