Tribunal absolve pai e filho de homicídio tentado por agressões recíprocas

902
Tribunal de Aveiro.
Dreamweb 728×90 – Video I

O Tribunal de Aveiro absolveu, esta terça-feira, dois homens, pai e filho, residentes em Águeda, da prática crime de homicídio, na forma tentada, por um episódio de agressões recíprocas.

O coletivo de juízes deu como provado que nenhum dos arguidos pretendeu colocar fim à vida do outro, apesar de se terem envolvido em confronto físico violento, causando ferimentos mútuos.

As agressões ocorreram após uma discussão familiar entre marido e mulher. A vítima fugiu de casa e pediu socorro ao filho, que foi ao encontro do pai. Este insurgiu-se à presença do filho com um podão, levando-o a reagir com uma arma de caça submarina.

O progenitor foi condenado a uma pena de 3 anos e 3 meses, que ficou suspensa, por crime de violência doméstica na pessoa da ex-mulher.  Está proibido de contactar a vítima durante aquele período, ficando sujeito a vigilância eletrónica. O acórdão condiciona, ainda, a suspensão da pena ao pagamento à ex-mulher de 3500 euros e à frequência de um curso para agressões.

O arguido mais velho foi absolvido de um outro crime de ofensas à integridade física na pessoa da ex-mulher, uma vez que a vítima desistiu da queixa.

Artigo relacionado

Nega tentativa de matar pai com disparo de arpão e pancadas na cabeça

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.