Trebilhadouro, a aldeia renascida

1899
Trebilhadouro, Vale de Cambra.
Smartfire 728×90 – 1

Reza a lenda que por estas terras existia um tesouro formado por “Três Bilhas de Ouro” e daí resultou o nome da aldeia de Trebilhadouro. Verdade ou fantasia, não é certo. Certo é, que esta aldeia foi classificada pela Associação Turismo de Aldeia (ATA), como Aldeia de Portugal.

Mónica Seixas e Jacinta Almeida – Magazine Montanhas Mágicas *

Trebilhadouro está situada na encosta da Serra da Freita, pertencendo à freguesia de Rôge, concelho de Vale de Cambra. Rodeada de paisagens verdejantes, onde reina o silêncio e a tranquilidade, podemos avistar, em dias soalheiros, o mar e a Ria de Aveiro. Ao final da tarde é possível deslumbrar-se com o pôr-do-sol.

A recuperação das casas é uma forma de manter viva a história familiar para a sua promotora Áurea Marques, pelo que assume este projeto como “Reviver Trebilhadouro”. Em homenagem aos seus pais e aos avós, surgem os nomes das casas: Samuel, Derminda, Avô Zé, Avó Clara e Avô Barbosa.

A aldeia, que esteve desabitada durante décadas, foi intervencionada em 2008/2009, na componente pública pela Câmara Municipal de Vale de Cambra e, mais tarde, na componente privada. Algumas casas começaram a ser adquiridas e recuperadas para fins turísticos, por pessoas não residentes, mas com ligações familiares e afetivas à aldeia. As casas recuperadas mantêm a traça da tradicional casa rural portuguesa de pedra granítica.

Estas unidades e seus promotores têm tido um papel fundamental na dinamização e promoção da aldeia, atendendo ao alojamento que proporcionam aos turistas, tornam Trebilhadouro um destino convidativo para uma experiência memorável num ambiente de aldeia único.

A aldeia conta ainda com a “Casa de Trebilhadouro”, a qual é dinamizada pela Câmara Municipal de Vale de Cambra. Este espaço surge com o principal objetivo de apoiar a preservação da aldeia e a sua promoção turística e cultural.

* Ler artigo completo

Publicidade, Serviços & Donativos