‘Tesouros’ arqueológicos de Ribeiradio regressam a Sever do Vouga

1146
Achados arqueológicos (Sever do Vouga).

Os achados arqueológicos encontrados durante a construção da barragem de Ribeiradio-Ermida regressaram ao concelho de Sever do Vouga, anunciou a edilidade local.

O conjunto recuperado durante as obras de construção do empreendimento inclui “mais de 20 mil peças, que datam o paleolítico superior,.

O Ministério da Cultura e a EDP, promotora da barragem, aceitaram a disponibilidade do município severense.

As peças foram acolhidas no âmbito da criação da Reserva Municipal de Arqueologia, que se encontra em fase de instalação no edifício do Centro Escolar de Couto de Esteves. Todos os materiais recolhidos em escavações arqueológicas (anteriores e futuras) com interesse histórico serão guardados naquele espaço.

Após o estudo pela empresa Arqueologia e Património, custeado pela EDP Produção, os materiais do sítio arqueológico do Rodo, em Couto de Esteves, regressaram à freguesia onde foram encontrados”, informa a autarquia.

Ao todo, são 107 contentores com mais de 20 mil peças, na sua maioria feitas pelo homem, sendo as restantes pedras de estruturas, amostras e termoclastos (pedras base das lareiras).

A Reserva Municipal de Arqueologia foi criada em articulação com a Direção Geral do Património Cultural e a Direção Regional de Cultura do Centro. Integrada no Museu Municipal de Sever do Vouga, além de depósito, irá servir para o tratamento, organização, preservação e disponibilização, nomeadamente para investigação, das peças, que ficarão num espaço para exposição.

Discurso direto

“Com a criação da Reserva Municipal de Arqueologia, Sever do Vouga dá um importante passo na salvaguarda e preservação do património cultural e, em especial, o arqueológico, integrado numa estratégia adequada no que diz respeito à recolha,estudo e conservação da informação arqueológica, fundamental para o conhecimento da história concelhia” – Almeida e Costa, vice-presidente da Câmara Municipal de Sever do Vouga.