“Tempos auspiciosos e também de muito trabalho e investimento”

1008
Concelho de Arouca.

Exportações em alta na região. Indústria e Turismo lideram crescimento”. Uma vez mais, a AECA – Associação Empresarial de Cambra e Arouca é certeira na escolha do tema para a revista Encontros.

Por Margarida Belém *

Com a época alta do turismo em curso, o Arouca Geoparque Mundial da UNESCO consolida o seu posicionamento como destino de excelência de natureza, continuando a acumular prémios – o mais recente foi o Prémio AHRESP – e a atrair a atenção dos media nacionais e internacionais como é o caso da revista National Geographic, cujo suplemento especial de viagens de julho tem 6 páginas dedicadas ao nosso território, e do jornal inglês The Guardian, que convidou os seus leitores a conhecer “Portugal a sério”, com seis recomendações de “grandes aventuras sem multidões” e Arouca tem lugar de destaque.

Prosseguem ainda a bom ritmo as obras na ala sul do Mosteiro de Arouca, que albergará, já a partir do próximo ano, a primeira unidade 5 estrelas no nosso concelho, reforçando a oferta hoteleira a nível local, que passou de 13 unidades de alojamento, em 2015, para 143 unidades, atualmente. Também nos equipamentos turísticos de apoio à visitação se pode verificar um aumento significativo nos últimos 8 anos, como é exemplo a Loja Interativa de Turismo do Arouca Geopark que, em 2014, registou 3342 visitante e, em 2022, 5825.Igualmente relevante é a redução da sazonalidade da atividade turística, com a distribuição dos fluxos turísticos ao longo de todo o ano, o aumento do número de hóspedes, que passou de 5988, em 2014, para 19498, em 2021, que correspondem a 8691 dormidas, em 2014, e 30346, em 2021, de acordo com os últimos dados do PORDATA. Por fim, e em consonância com a panorama nacional, Arouca tem registado um aumento da percentagem de hóspedes estrangeiros, que se situava nos 8%, em 2015, e 12,3%, em 2021.

Os resultados que temos vindo a alcançar são o fruto de um trabalho consistente de parceria entre o Município e um conjunto alargado de parceiros, públicos e privados, a nível local e regional, percurso este que tem inspirado outros destinos e que tem possibilitado que o turismo se configure como um importante motor de desenvolvimento económico e social a nível local.

A par do turismo, a indústria tem sido outro dos setores económicos que tem merecido particular atenção por parte da autarquia, como atestam os investimentos em curso nas diversas zonas industriais do concelho, que ultrapassam os 2,5 milhões de euros, e que, quando concluídos, para além de possibilitarem melhores condições para as empresas já instaladas, irão, sem sombra de dúvida, atrair novas empresas e indústrias, com a subsequente criação de novos postos de trabalho, a geração de riqueza e a fixação da população.

Neste contexto, adquire ainda particular relevância a ligação A32, inaugurada no final do ano passado, e que melhorou e modo inequívoco a acessibilidade às zonas industriais, nomeadamente as localizadas na zona poente do concelho, melhoria esta que será consolidada com a futura ligação rodoviária do Rossio à Abelheira, cujo projeto está em fase de conclusão para lançamento da empreitada.

São tempos auspiciosos e também de muito trabalho e investimento, público e privado, os próximos que, certamente, terão impacto positivo nos indicadores económicos, mas mais importante ainda na qualidade de vida de todos os arouquenses e na vitalidade económica do nosso tecido empresarial e industria

* Presidente da Câmara Municipal de Arouca. Artigo publicado na Revista Encontros da AECA.

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.