Sexagenário condenado a 6 anos e 4 meses de prisão por atear fogos florestais

390
Tribunal de Aveiro.

O autor confesso de oito incêndios florestais na forma agravada nos concelhos da Mealhada e Cantanhede foi condenado, esta manhã, pelo Tribunal de Aveiro a três anos por cada crime, o que resultou, em cúmulo jurídico, numa pena única de seis anos e quatro meses de prisão.

Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o jornal online NotíciasdeAveiro.pt gratuito.

Artigo relacionado

Confessa oito fogos florestais na Mealhada e Cantanhede sem explicar motivos

O homem de 64 anos confessou, integralmente, a autoria de oito incêndios florestais nos concelhos da Mealhada e Cantanhede, entre fevereiro e junho do ano passado, que deram muito trabalho a bombeiros sem, contudo, apresentar qualquer razão concreta para praticar os crimes.

A juíza presidente disse que os factos imputados ao arguido foram considerados provados na sua generalidade. A favor da medida da pena, pesou a colaboração dada durante o julgamento, assim como a ausência de antecedentes criminais, bem como a inserção familiar e social antes de ser preso. “Percebeu que errou e está arrependido”, constatou a juíza presidente.

À pena única aplicada serão descontados 10 meses já cumpridos em prisão preventiva, medida de coação que se manterá até ao trânsito em julgado. “Vamos ver o que podemos fazer para antecipar a sua saída, tem bom comportamento na cadeia. Mas esta condenação resulta de serem muitos crimes e da gravidade dos factos, ao colocar em risco pessoas e bens “, declarou o advogado dirigindo-se ao arguido após a leitura do acórdão.

Siga o canal NotíciasdeAveiro.pt no WhatsApp.

Publicidade e serviços

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais no jornal online NotíciasdeAveiro.pt, assim como requisitar outros serviços. Consultar informação para incluir publicidade online.