Sexagenária simulou assalto para tentar enganar o seguro

1182
PSP de Ovar.
Smartfire 728×90 – 1

Uma sexagenária residente em Espinho que simulou ter sido vítima de assalto de artigos de luxo foi constituída arguida, informa a PSP.

A investigação foi encetada em dezembro de 2020, por uma denúncia de furto em residência.

Agora, a PSP constituiu arguida a denunciante e proprietária dos bens.

“A suspeita, uma mulher, de 62 anos, alegou que havia sido vítima de furto na sua residência, tendo como objetivo o ressarcimento, pela seguradora”

Estavam em causa cinco casacos, avaliados em 20.000 euros, e dois relógios no valor de 10.000 euros.

“Das diligências policiais efetuadas, resultou a apreensão de todos os bens” usados na suposta simulação de furto.

Publicidade, Serviços & Donativos