Sever do Vouga: Produção bovina da raça Arouquesa com incentivos locais

482
Bovinos de raça Arouquesa.
Smartfire 728×90 – 1

O ‘Regulamento Municipal de Incentivos à Criação de Gado Tradicional’ de Sever do Vouga, que vai beneficiar efetivos bovinos da raça Arouquesa, é publicado esta terça-feira no Diário da República, entrando, assim, em vigor.

A edilidade decidiu avançar com incentivos à produção de gado tradicional para procurar inverter a redução a que se assistiu de “forma acentuada nos últimos anos”.

Serão beneficiários os agricultores que complementam a atividade com a criação de gado bovino de raça Arouquesa, que é a mais utilizada na confeção da ‘vitela assada à moda de Sever do Vouga’, considerado “um dos pratos mais representativos da gastronomia” do município.

A produção de gado bovino de raça Arouquesa é atualmente “bastante insuficiente”, não só no concelho severense, como na região. Os apoios poderão, assim, contribuir “muito para o desenvolvimento económico do concelho”, fazendo “renascer a tradição de criação do gado tradicional e promover também a defesa do património genético”.

Os incentivos passam pela atribuição de um prémio anual de 150 (euros) por animal, a conceder aos produtores ou proprietários de animais de raça arouquesa, com três ou mais meses de idade a entregar na abertura da Feira Anual de Santiago do Arestal.

A Câmara prevê também um incentivo para a certificação da raça Arouquesa junto da associação representativa do sector.

Para os produtores beneficiarem de ajudas, o bovino tem de ser nascido ou criado no concelho, estar na exploração há pelo menos três meses e, entre outras exigências, encontrar-se identificado pela Organização de Produtores.

A compensação pode ser acumulada com os prémios do concurso pecuário a realizar na Feira do Arestal. As candidaturas devem ser apresentadas, até 30 dias antes do certame anual, que se realiza a 25 de julho.

Publicidade, Serviços & Donativos