Seis anos e cinco anos e nove meses de cadeia para assaltantes de gasolineiras

1185
Tribunal de Aveiro.
Dreamweb 728×90 – Video I

O Tribunal de Aveiro condenou, esta manhã, a penas de prisão de seis anos e cinco anos e nove meses, em cúmulo jurídico, dois assaltantes de gasolineiras que atuavam sob ameaça de arma branca, tendo conseguido, desta forma, levar mais de 1250 euros em quatro incursões.

Os arguidos confessaram praticamente todos factos de que estavam acusados.

Um deles, que era habitualmente o condutor, assumiu à sua inteira conta a tentativa de um assalto, que estava também imputada ao colega. Acabaria por ficar com a pena mais pesada.

Estavam em causa cinco roubos (quatro consumados e um tentado) em outras tantas gasolineiras e ainda um crime de coação agravada, de que foram absolvidos.

A juíza presidente deu como provada “a quase totalidade dos factualidade” imputada à dupla.

Os assaltos ocorreram em setembro do ano passado, tendo como alvo postos de abastecimento de combustíveis nos concelhos de Águeda, Aveiro e Albergaria-A-Velha.

Além dos funcionários dos postos que eram forçados a entregar o dinheiro em caixa sob ameaça de armas brancas, normalmente faca ou navalha, o arguido que consumava os roubos teria ameaçado clientes, incluindo uma criança que estava na companhia da mãe. No então, segundo o acórdão, tal não foi provado, ‘caindo por terra’ o crime de coação.

Artigo relacionado

Dupla confessa assaltos a gasolineiras com ameaça de arma branca

Publicidade, Serviços & Donativos