Dupla confessa assaltos a gasolineiras com ameaça de arma branca

1175
Tribunal de Aveiro.
Dreamweb 728×90 – Video I

Dois homens confessaram, esta terça-feira, no Tribunal de Aveiro, a autoria de quatro roubos consumados e um quinto na forma tentada, a outras tantas gasolineiras.

Os assaltos ocorreram em setembro do ano passado, tendo como alvo postos de abastecimento de combustíveis nos concelhos de Águeda, Aveiro e Albergaria-A-Velha.

Nos quatro roubos consumados, foi sempre o mesmo arguido quem se dirigiu ao ‘caixa’, de chapéu, lenço a tapar a cara, uma saca numa das mãos e a outra a empunhar armas brancas, normalmente faca ou navalha. Num caso foi usada uma tesoura.

Já a tentativa frustrada diz respeito a uma situação em Albergaria-A-Velha em que indivíduo que habitualmente conduzia o veículo usado nos assaltos tentou levar dinheiro mas desistiu a meio, tendo garantido no julgamento que agiu sozinho, corrigindo a acusação do Ministério Público.

Os arguidos, sem ocupação profissional à data dos factos, residiam em Albergaria-A-Velha até ficarem detidos preventivamente.

O condutor assumiu no início do julgamento que propôs ao amigo cometer roubos “quando precisavam de dinheiro para comprar droga” (cocaína) que ambos consumiam.

O homem que entrava nas gasolineiras confessou a autoria exibindo as armas brancas, mas negando ameaças a funcionários ou clientes que encontrava pela frente. Num caso, diz a acusação, apontou a tesoura que empunhava exigindo dinheiro ameaçando “fazer mal” a uma criança que acompanhava a mãe, cliente que aguardava vez.

“Fizemos os roubos quando ressacávamos, com falta de discernimento, as pessoas podiam ficar intimidadas, mas eu queria era o dinheiro e não fazer mal a ninguém, não estou aqui para mentir”, garantiu. Além de se mostrar “arrependido”, aproveitou para “pedir perdão”.

O tribunal decidiu pedir perícias psiquiátricas a ambos os arguidos, uma vez que têm antecedentes clínicos daquele foro.

Assaltos

» 9 setembro: BP da Alagoa, em Águeda, 22:30 (826 euros);
» 15 setembro: Posto Alves Bandeira, em Águeda, 18:30 (437 euros, segundo a acusação. O autor do assalto garante que eram 220 euros);
» 17 de setembro: Cepsa em Travassô, Águeda, 13.30 (15 a 20 euros);
» 17 de setembro: Repsol em Esgueira (acusação refere 100 euros, arguidos 90). No mesmo dia, a dupla foi intercetada pela autoridade policial com dinheiro num saco de plástico;
» 22 de setembro; BP de Albergaria-a-Velha, 23:00 (tentativa).

A dupla seria detida a 2 outubro 2019 pela GNR na posse de uma navalha e uma saca com dinheiro.

Artigo relacionado

GNR deteve em Águeda dupla suspeita de assaltos a gasolineiras

Publicidade, Serviços & Donativos