Ricardo Maia quer prolongar “dinâmica de vitória” do Beira-Mar para alcançar recordes e Taças

713
Artur, no jogo Beira-Mar - Florgrade (Foto do Facebook do SC BM).

Na antepenúltima jornada do Campeonato Sabseg, o Beira-Mar, já campeão, viu-se, esta sexta-feira, na receção ao Florgrade, pela primeira vez esta época, com dois golos de desvantagem sem qualquer resposta.

Os aveirenses deram meia hora de avanço para reduzir e após o intervalo consumaram a reviravolta continuando a perseguir o objetivo de somar apenas vitórias os jogos caseiros, o que acontecerá se for esse também o resultado na despedida da prova, perante o União de Lamas.

Artigo relacionado

Futebol distrital: Susto do Florgrade não impediu nova vitória beiramarense

O treinador do Beira-Mar assumiu que a equipa não ficou bem na forma como os ‘corticeiros’ ficaram em vantagem, valorizando a capacidade, mais uma ver, de ultrapassar as adversidades.

“Tivemos de esperar por 20 de maio para vermos erros a que ficaram associados aos golos do Florgrade, de forma como ainda não tinha acontecido”, disse, não hesitando em usar a palavra “displicente” para qualificar a abordagem aos lances que não facilitaram a tarefa para o resto do jogo.

Ainda assim, o técnico não atribui os erros a algum tipo de relaxamento competitivo. “Não é por sermos campeões que deixámos de ter empenho no treino do dia a dia”, salientando que, mesmo fazendo uma “gestão da equipa”, o clube conseguiu manter a “dinâmica de vitória” perante um Florgrade “muito competitivo”, sobretudo no plano defensivo, e com um 11 ‘mais fresco’, por força de poupanças na jornada anterior.

“É mais uma remontada como outras. Chegámos aos 93 pontos em 34 jornadas, isso é fantástico, atesta muito competência. Na receção ao Lamas queremos ganhar para termos todos os jogos em casa com vitórias”, afirmou o jovem treinador do qual ainda não há informação oficial sobre o seu futuro após a época de estreia em Aveiro.

Nas 13 anteriores épocas de campeonato de elite com 34 jornadas disputadas, o que aconteceu entre 2006-07 e 2018-19, o recorde pertence ao Lusitânia de Lourosa, em 2012-13, quando amealhou 92 pontos.

Na penúltima jornada, o Beira-Mar joga com o Águeda no primeiro de três jogos entre os dois clubes, uma vez que vão disputar as Taças distritais (Distrital e Supertaça).

Artigo relacionado

Futebol distrital: Beira-Mar perto de ‘bater’ recorde de pontos da divisão de elite

Discurso direto

“Eu acreditei que podíamos ser a primeira equipa a derrotar o Beira-Mar em casa desde o minuto zero. Tivemos mais que muitas ocasiões para o fazer, depois a bola entrar ou não entrar faz parte do que é o jogo. Acho que não há nada a apontar à nossa exibição, estivemos bem e só é a pena o resultado. É pena não termos concretizado mais das muitas oportunidades que tivemos. As vitórias é que contam, mas exibição mostra que somos um grupo competitivo e difícil para o adversário, é disso que tenho de estar orgulhoso” – João Aguiar, treinador do Florgrade.

Mais informações AFA em https://www.afatv.pt/jornada/1

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.