Ribau Esteves deixa palavras de “tranquilidade e atenção” a fechar a campanha em Aveiro

1900
Fecho da campanha eleitoral da 'Aliança com Aveiro'.
Smartfire 728×90 – 1

O líder da coligação ‘Aliança com Aveiro’ (AcA) encerrou a campanha eleitoral deixando palavras “de “atenção e tranquilidade.”

Perante uma assistência de candidatos autárquicos e apoiantes concentrados na praça Melo Freitas, no centro da cidade, Ribau Esteves, que concorre ao terceiro mandato, relembrou as razões que devem levar a enfrentar de forma “tranquila” a reeleição no ‘cadeirão presidencial’.

A “tranquilidade” de quem governa o município há oito anos, lembrando a recuperação de “uma Câmara péssima”, a governar “bem com uma equipa forte em oito das 10 Juntas Freguesias”, e “excelentes candidatos” às duas onde não é poder (S. Jacinto e Eixo-Eirol), que o recandidato espera juntar às restantes, porque “precisamos muito dessa governação para reforçar a equipa que somos”, justificou.

“A palavra tranquila”, também, de “gente que está por bem e pede mais um mandato para fazer mais e melhor, a favor de toda a gente, de quem não tem nada contra ninguém e tem tudo a favor da nossa gente, dos mais novos aos mais velhos”, pretendendo “continuar a fazer o trabalho daqui para a frente”.

“Essa palavra tranquila, seriamente tranquila de quem consciência plena da missão cumprida e do caminho certo que apresentamos”, insistiu Ribau Esteves.

A AcA, reafirmou o presidente cessante, fez “um combate de forma positiva e construtivo” durante a campanha. “Não fomos contra ninguém, não difamamos ninguém, estivemos com o maior respeito para com as pessoas com quem disputamos esta eleição. Da nossa boca não saiu calúnia, não saiu mentira, nada que possa ferir a democracia e a boa relação que queremos ter uns com os outros”, assegurou.

Já o desempenho da oposição mereceu opinião contrária, retomando as criticas à coligação PS-PAN por ter colocado candidatos em vários locais de voto como delegados. “A vida não acaba, nem começa no domingo dia 26, continua na segunda-feira 27. Não vale a pena o radicalismo, a mentira, os que montaram esquemas para no próprio dia fazer campanha eleitoral, a tratar os aveirenses como estúpidos, como se deixassem condicionar por gente que não presta, que vai procurar ser delegado em 17 ou 20 mesas para tentar condicionar o resultado das eleições, do princípio ao fim”, disse.

Ribau Esteves pediu, também, “atenção no sábado da tranquila reflexão para ajudar cada um a olhar para todas as propostas e serenamente fixar a sua decisão” e no dia de votar “para que tudo corra bem, cumprindo leis e princípios da ética e boa democracia, porque há gente completamente desesperada, que tem feito asneiras atrás de asneiras”, alertou, apontando os casos já denunciados de uma carta anónima visando a presidente da Junta de Aradas e de “gente que já governou Junta e Câmara, que se acobarda na mentira e adulteração da história para procurar fazer bonito, numa referência a acusações feitas pela lista independente de S. Bernardo. “Demos sempre a cara, não somos independentes em S. Bernardo porque nao temos socialistas, não temos misturas absurdas em Aradas, socialistas e independentes faz de conta que são social democratas”, disse o líder da AcA. “Vamos ganhar para fazer mais e melhor pela nossa terra”, concluiu, confiante.

Discurso direto

“Percorremos esta campanha, desde S. Jacinto a Nariz, a pé, muitos quilómetros de carro, de barco, sabem o que aconteceu ? A maré foi crescendo, não há eclusas que nos façam parar. Esta energia que encontrámos aqui, com este momento final, mostra a determinação que todos estamos para uma grande vitória no próximo domingo” – Luís Souto, candidato da AcA à presidência da Assembleia Municipal.

Vídeo com a transmissão online do comício de encerramento da campanha da AcA

Publicidade, Serviços & Donativos

Para conhecer e ativar campanhas em NoticiasdeAveiro.pt, assim como conhecer / requisitar outros serviços e fazer donativos, utilize a nossa plataforma online.