Ribau Esteves acusa PS de mentir quando denunciou a existência de pessoas com fome em Aveiro

4609
Ribau Esteves, presidente da Câmara de Aveiro.

O presidente da Câmara indignou-se com a tomada de posição do PS local, em nota de imprensa alusiva ao périplo realizado no ‘dia da cidade’, a 12 de maio, em que dava conta de preocupações sociais agravadas pela situação pandémica, concluindo mesmo que “há fome em Aveiro”.

Ribau Esteves acusou os socialista de faltarem à verdade: “Ou quer ajudar a resolver o problema, agindo para o resolver ou está a mentir. Como eu acho que mesmo essas pessoas têm bom coração, a hipótese que resta é de estarem a mentir”,

O edil abordou o assunto no início da intervenção feita no lançamento da obra do complexo de treinos de futebol do estádio municipal.

“Peço-vos esta ajuda, não para mim como presidente de Câmara, mas para todos os cidadãos, alguém que saiba de alguém que está a passar mal, que precisa de uma ajuda, nós temos toda operação montada para ajudar toda a gente que precise”, apelou.

“Repito: toda a gente que precise, porque as vezes nestas circunstâncias que estamos a viver, inventam-se necessidades que na prática objetiva não existem. É verdade que o Covid trouxe mais gente que precisa de uma ajuda especial, mas também é a verdade que é a maior parte não precisa porque a sua vida segue o seu caminho normal”, sublinhou o edil.

Ribau Esteves elegeu como “a primeira luta e a primeira prioridade hoje” apoiar quem foi afetado pela pandemia “hoje com 5 milhões de euros, amanhã com aquilo que seja necessário para que não falte nada a nenhum dos nossos cidadãos”.

O presidente garantiu que a Câmara está em condições para continuar a recuperação financeira e fazer “investimentos de vulto” nesta fase de retração em muitos setores da economia.

Aveiro não precisa de recorrer à moratória do Fundo de Apoio Municipal

O Governo veio, inclusivamente, permitir aliviar os compromissos de autarquias em saneamento financeiro, no âmbito do plano de ajustamento municipal, mas Aveiro respondeu alegando que não tem necessidade de moratórias, nomeadamente no pagamento do empréstimo a que acedeu para reequilíbrio financeiro.

“Dissemos ao Fundo que cumpriremos todas as nossas obrigações no tempo contratado, não queremos adiar a recuperação da Câmara, que foi adiada tempo de mais. Era o que mais faltava, por causa de um Covid qualquer adiar essa recuperação. Negativo, vamos manter o plano para consolidar a recuperação”, anunciou Ribau Esteves.

Artigo relacionado

Aveiro: PS insiste no reforço de apoio para atender preocupações sociais

Publicidade, Serviços & Donativos