Retorno à Abstenção

327
Eleições Europeias.
Dreamweb 728×90 – Video I

A abstenção nas eleições europeias voltou a ser demasiadamente elevada, refletindo uma tendência que não é apenas um reflexo do desinteresse generalizado nas eleições europeias, mas também um indicativo das mudanças nas dinâmicas eleitorais em Portugal.

Por Diogo Fernandes Sousa *

Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o jornal online NotíciasdeAveiro.pt gratuito.

É percetível que uma parte significativa dos eleitores que, nas últimas legislativas, votaram no Chega desta vez optaram por ficar em casa. Este fenómeno pode ser atribuído a vários fatores, incluindo o descontentamento com a escolha do candidato do partido ou uma desilusão geral com a política europeia. A ausência destes eleitores nas urnas mostra que o Chega ainda não conseguiu consolidar um eleitorado estável e fiável, dependendo em grande parte de votos de protesto que são voláteis por natureza.

Tradicionalmente, as eleições europeias em Portugal não conseguem atrair uma participação robusta. No entanto, estas eleições são de extrema importância, especialmente no contexto geopolítico atual. Com a Europa a enfrentar desafios como a guerra na Ucrânia, crises energéticas e uma crescente polarização política, a escolha dos representantes no Parlamento Europeu é vinculativa à posição que a União Europeia pretende assumir. A elevada abstenção enfraquece a posição de Portugal e compromete a capacidade de influenciar decisões que também afetam o país.

A Iniciativa Liberal emergiu como a grande vencedora destas eleições. Esta vitória sublinha a importância da boa e ponderada escolha de candidatos. A Iniciativa Liberal apresentou um candidato que conseguiu cativar os eleitores, destacando-se pela sua capacidade de comunicação e propostas claras. Este sucesso serve de lição para outros partidos, demonstrando que a seleção de candidatos competentes e carismáticos pode fazer uma diferença significativa nos resultados eleitorais.

Os resultados do Chega nestas eleições mostram que, embora o partido tenha um eleitorado base, este é consideravelmente inferior ao número de votos de protesto que recebeu nas últimas legislativas. Esta realidade confirma que o Chega enfrenta o desafio de transformar o apoio volátil num eleitorado consistente, capaz de sustentar o partido em futuros escrutínios.
Os resultados destas eleições reiteram uma tendência observada nas últimas legislativas, na qual o povo parece preferir uma governação de bloco central, composta pelo PS e pelo PSD. Esta preferência sugere um desejo por estabilidade e moderação, afastando-se de extremismos e procurando soluções que contemplem um espectro mais amplo do eleitorado.

Acredito que poderá haver uma evolução significativa nos resultados das próximas eleições legislativas, refletindo as mudanças nas preferências eleitorais e a dinâmica política atual. Os partidos têm a oportunidade de aprender com os resultados das europeias, ajustando as suas estratégias e escolhas de candidatos para melhor responder às expectativas dos eleitores.
As eleições autárquicas que se avizinham serão particularmente diferenciadas, dependendo fortemente dos candidatos selecionados pelos partidos em vez do partido em si. A capacidade de apresentar candidatos locais competentes, reconhecíveis pela população e bem preparados será determinante para o sucesso nas urnas.

Em conclusão, a elevada abstenção nas europeias de 2024 é novamente um sinal de alerta para os partidos. É essencial reconhecer a importância destas eleições e trabalhar para envolver mais cidadãos no processo democrático, especialmente num momento em que a Europa enfrenta desafios significativos. A vitória da Iniciativa Liberal demonstra que a escolha do candidato certo pode fazer a diferença, enquanto os resultados do Chega e a preferência por uma governação de bloco central oferecem lições importantes para aplicar em futuras eleições.

* Professor do Instituto Politécnico Jean Piaget do Norte.

Siga o canal NotíciasdeAveiro.pt no WhatsApp.

Publicidade e serviços

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais no jornal online NotíciasdeAveiro.pt, assim como requisitar outros serviços. Consultar informação para incluir publicidade online.