Reparação do estádio municipal sofre contratempo

4524
Estádio Municipal de Aveiro.
Smartfire 728×90 – 1

A Câmara de Aveiro informa que chegou a acordo para a revogação do contrato com empresa responsável pela reparação da cobertura do Estádio Municipal de Aveiro (EMA).

O executivo deliberou a 11 de janeiro do ano passado adjudicar a empreitada de reparação pelo preço de 119.121 euros e um prazo de execução de um mês.

No entanto, a obra nunca chegou a ser executada. “Entre as várias causas, destaca-se o facto de a empresa não ter assinado o auto de consignação que permite o início da execução dos trabalhos, somando-se a realização de eventos desportivos por parte da Câmara, a ocorrência de condições climatéricas adversas ou o atraso com a entrega do material destinado a execução dos trabalhos”, explica a edilidade.

Depois, “num segundo momento a empresa considerou ainda que a área a reparar seria muito superior à quantificada inicialmente, quando na fase do devida do concurso (erros e omissões), não foi colocada qualquer questão relativamente a esse tema.”

A Câmara acabaria por considerar que “não existe interesse público executar uma obra em que fiquem por retificar todas as anomalias presentes”, avançando com um acordo de revogação do contrato.

O empreiteiro receberá 26.500 euros decorrentes de despesas efetuadas, tendo de restituir a caução no valor de 5.956 euros prestada pela Câmara para garantia do cumprimento do contrato de empreitada.

A autarquia adianta que “está já a providenciar o lançamento de uma nova empreitada para cumprir o objetivo de qualificação da cobertura” do estádio.