Região: Suspeito de homicídio de homem atirado a poço ficou em prisão preventiva

941
Departamento de Investigação e Ação Penal, Aveiro.
Dreamweb 728×90 – Video I

O indivíduo de 35 anos que terá assumido junto das autoridades policiais o homicídio de um jovem de 26 anos, residente em Válega, Ovar, de quem era amigo e vizinho, ficou em prisão preventiva a aguardar o desenrolar do inquérito, depois de ter sido presente a interrogatório judicial, esta tarde, nas autoridades judiciárias da Comarca de Aveiro.

O cadáver foi encontrado durante a tarde de sábado, num poço agrícola da freguesia vizinha de Pardilhó, concelho de Estarreja, por indicação dada pelo suspeito quando abordado pela GNR, que o confrontou com a suposta autoria do crime relatada a conhecidos.

O falecido, que padecia de alguns problemas de foro mental, estava dado como desaparecido desde terça-feira.

Autópsia pode esclarecer causa da morte, motivações não excluem contexto sexual

A Polícia Judiciária (PJ) de Aveiro aguarda pelos resultados da autópsia para juntar mais elementos na tentativa de esclarecer as causas e os contornos do alegado crime, sendo que as razões apontadas pelo trabalhador da construção civil são vagas e motivam dúvidas. Não são excluídas motivações sexuais, tanto quanto apurámos.

Artigo relacionado

Estarreja: Cadáver resgatado de poço / PJ deteve suspeito de homicídio

Publicidade, Serviços & Donativos