PSD de Ovar apela aos utentes de saúde para que se “recusem expressamente” a serem encaminhados para Aveiro

1031
Hospital Francisco Zagalo, Ovar.

O PSD de Ovar voltou a defender que os utentes do Serviço Nacional de Saúde (SNS), “a confirmar-se” a integração do concelho na Unidade de Saúde Local (USL) da Região de Aveiro, devem ser referenciados para o hospital S. Sebastião, em Santa Maria da Feira.

“Apelamos a que as pessoas de Ovar que necessitem de atos médicos hospitalares se recusem expressamente, perante qualquer estrutura de saúde ou de apoio à saúde (Bombeiros, INEM), a ir para Aveiro” lê-se num comunicado da concelhia social democrata, após ter tomado conhecimento “oficioso” do projeto de Decreto-Lei aprovado pelo Governo que procede à criação das Unidades Locais de Saúde (USL).

O PSD critica a integração do hospital de Ovar na ULS Região de Aveiro (ULS-RA), “sem que inequivocamente esteja prevista, tal como tinha sido prometido pelo Senhor Ministro da Saúde, a referenciação dos Utentes de Ovar para os Hospitais da zona norte em concreto o Hospital de São Sebastião”. Por isso, decidiu acompanhar a posição dos órgãos autárquicos do município, Câmara e Assembleia Municipal, “expressa, mais uma vez, a sua total discordância e oposição a esta medida imposta pelo atual Governo.”

O PSD vareiro lembra que a criação das ULS, que abrange vários hospitais e Agrupamentos de Centros de Saúde no país, “mas em particular a integração do Hospital de Ovar na ULS-RA, é da exclusiva responsabilidade do atual Governo que não atendeu, em nada, repete-se, em nada, às justas reivindicações da população de Ovar através dos seus representantes Câmara Municipal e Assembleia Municipal”, acusando o Governo de tomar medidas “contra as pessoas”.

Além de pedir aos residentes em Ovar para que exijam a deslocação “sempre” para Hospital de São Sebastião, a concelhia ‘laranja’ defende, ainda, que o município, em protesto, não venham a aceitar as competências na área da saúde previstas no pacote da descentralização.

“Por fim, lamenta-se a postura do Partido Socialista de Ovar, que talvez por má consciência relativamente a este processo, tal como em processos anteriores em que os mesmos governos socialistas em Ovar fecharam a Maternidade e o Serviço de Urgência no nosso Hospital, tenta procurar responsáveis por algo que é de exclusiva responsabilidade do Governo da nação que é do Partido Socialista”, finaliza o comunicado.

Artigo relacionado

Ovar / Saúde: Movimento 2030 critica Câmara e Governo

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.