PSD de Águeda exige obras no hospital “quanto antes”

1583
Hospital de Águeda.

O PSD de Águeda mostra-se preocupado com a demora na requalificação do hospital local.

Em comunicado, a concelhia “alerta para a necessidade das obras previstas para o Hospital de Águeda, avançarem o quanto antes, após anos e anos de falsas promessas.”

Em Setembro de 2017, recorda o PSD aguedense, o Centro Hospitalar do Baixo Vouga (CHBV) esclarecia em comunicado que tinha sido aprovada uma proposta de projeto pelo Programa Operacional Regional do Centro 2020, e que este seria financiado por fundos comunitários, no valor de 522 mil euros, pelo próprio hospital em 180 mil euros.

Os remanescentes 600 mil euros seriam financiados pela Câmara Municipal de Águeda, conforme o acordo celebrado com a Santa Casa da Misericórdia de Águeda, enquanto proprietária do imóvel.

“O anúncio da abertura do concurso público foi publicado em Diário da República, tendo como critério de adjudicação o ‘mais baixo preço’, e um prazo de execução previsto de nove meses, mas nada foi feito”, estranham os sociais democratas.

A autarquia local reservou no orçamento municipal de 2018 para as obras nas urgências do hospital uma dotação de 305 mil euros, “mas também nada foi feito.”

O PSD considera que “o atraso das obras é motivo para insatisfação dos doentes, mas também desmotivador para os profissionais”

Entende que deve ser igualmente “prioritário reforçar o Serviço de Urgência, com mais médicos, para corresponderem adequadamente à cerca de uma centena de doentes que diariamente recorrem a este serviço.”

Comercio 780