PSD Aveiro crítica Governo pela falta de reformas no SNS e pede Medicina na UA

624
Hospital de Aveiro.

A Comissão Política do Partido Social Democrata da Secção de Aveiro (PSD Aveiro), considera incompreensível o encerramento no período noturno da urgência de cirurgia geral no Hospital de Aveiro, de 14 para 15 e de 16 para 17 de outubro, facto da total da inteira responsabilidade do Governo do Partido Socialista (PS), a que se juntam outros problemas em vários setores fundamentais do nosso Estado de Direito.

Na governação do Estado e nomeadamente na Saúde, a única preocupação do PS, ano após ano, é a de vencer eleições, deixando apodrecer a situação nacional, revertendo medidas do Governo do PSD (2011-2014) e fazendo muito pouco para adequar o Sistema Nacional de Saúde às exigências dos novos tempos, mantendo e intensificando uma lógica de gestão da Saúde alicerçada a 100% no Orçamento de Estado e na Administração Pública, com perdas de causa e de eficiência a vários níveis.

O PSD Aveiro exige desta forma ao Governo do PS que faça o seu trabalho de reforma global do SNS, nomeadamente a regulação deste grave conflito, procurando pontos de consenso junto da Ordem, dos Sindicatos e dos próprios Médicos, para resolver este grave problema, conforme é a sua competência e que afeta principalmente os que menos têm e os que mais precisam do Estado para cuidar da sua saúde.

Aplicação da ULS, mais eficiência nas USF’s e o curso de Medicina em Aveiro

Para a boa gestão do SNS na Região e no Município de Aveiro é também muito importante que o Governo do Partido Socialista (PS), avance com a aplicação prática e urgente, da decisão da criação das Unidades Locais de Saúde (ULS), colocando a funcionar uma administração comum e articulada entre o Centro Hospitalar do Baixo Vouga e as Unidades de Saúde da mesma área geográfica, para que seja possível aumentar a produtividade e eficiência das Unidades de Saúde, que devido à sua inoperância são corresponsáveis pela pressão sobre as urgências hospitalares.

Do mesmo modo e dando seguimento à reforma profunda que o SNS necessita, o PSD Aveiro sublinha a premência da necessidade da abertura do curso de Medicina na Universidade de Aveiro (UA), no próximo ano letivo (2024/2025), para que a médio-longo prazo possamos aumentar a quantidade de médicos e com isso mitigar os problemas derivados de um SNS ávido de profissionais e de capacidade para fazer cumprir o seu desígnio junto das populações, nomeadamente da população do Município e da Região de Aveiro.

Apelo à reflexão e prioridade à saúde e à vida

Relativamente à posição dos médicos, o PSD Aveiro apela à mais ponderada e fria reflexão da sua posição, que com esta decisão colocam em causa a saúde e a vida de muitos Cidadãos. Estamos a falar de utentes que chegam ao Hospital, muitas vezes para intervenções de última hora, em estado limite, vítimas de acidentes de diversa ordem e que lhes veem ser vedado esse direito, durante 24 horas.

O PSD Aveiro faz assim um apelo à sensibilização de todos os médicos que realizam o seu serviço no SNS, em Aveiro, para tenham em conta o seu papel indelével na nossa sociedade e exerçam o seu trabalho com o maior respeito pelo direito à Saúde dos doentes e da comunidade, colocando-os sempre à frente de qualquer outra variável – sem, obviamente, colocar em causa premência e razão das suas reivindicações, provocadas pela ingerência do Governo do Partido Socialista (PS).

Comissão Política da Secção de Aveiro do PSD

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.