PS de Estarreja questiona “negócio” para adquirir pavilhão por 1 milhão de euros

897
Paços de Concelho de Estarreja.
Smartfire 728×90 – 1

“Um péssimo negócio para o município”. O PS de Estarreja assume discordância com o investimento municipal proposto pela maioria camarária de 950 mil euros na aquisição do pavilhão para instalação de serviços.

A proposta foi aprovada na última reunião do executivo, seguindo para discussão e votação na próxima Assembleia Municipal agendada para 14 de novembro.

Em comunicado, a concelhia socialista suscita uma análise a alguns “contornos do negócio”, concluindo que o valor estará sobrevalorizado e implicaria, ao contrário do que a Câmara refere, ainda, assumir encargos com a reparação do armazém na Arrotinha contíguo à antiga EN 109.

Os socialisas defendem que poderia ter sido equacionado construir em terrenos municipais (antigo matadouro ou Ecoparque) um pavilhão novo para ‘armazéns gerais’ com custos inferiores ao apresentado para o negócio proposto.

“A construção no Ecoparque tinha a vantagem adicional de colocar lá funcionários, que poderiam servir para a dinamização do local, designadamente do Centro de Negócios, que custou 2 milhões de euros em 2009 e, quase 14 anos depois, lá continua sem utilidade prática”, refere o PS para quem a Câmara tem “outras opções bem mais favoráveis financeiramente para o município, evitando-se aquilo que parece ser um péssimo e mal esclarecido negócio para Estarreja.”

Comunicado do PS de Estarreja sobre aquisição de pavilhão.

Artigo relacionado

Estarreja investe quase um milhão de euros para instalar ‘armazéns gerais’

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.

Comercio 780