Presidente do CDS de Vale de Cambra paga para não ir a julgamento

521
Tribunal de Santa Maria da Feira.

Pedro Magalhães, atual Secretário Geral Adjunto do CDS-PP, viu a suspensão provisória do processo pelo período de seis meses deferida pela juíza de instrução criminal da Feira.

Além de pagar uma indemnização de 5.000 euros ao ofendido, o arguido vai ter de publicar um pedido formal de desculpas, refere a notícia da Agência Lusa.

Publicidade, Serviços & Donativos