Presidente da AAUAV pede “urgência” no aumento da oferta de alojamento estudantil

772
Abertura do ano letivo (Facebook da UA).

O presidente da Associação Académica da Universidade de Aveiro (AAUA) receia que a demora no avanço das novas residências estudantis, que têm motivado sucessivos anúncios governamentais, possa levar estudantes a deixar a instituição.

Ao intervir na sessão solene de abertura do novo ano letivo realizada esta quarta-feira à tarde, Wilson Carmo alertou, mais uma vez, para as dificuldades que os estudantes enfrentam para garantir alojamento, nomeadamente devido aos encargos com rendas na cidade da Ria.

Numa universidade “onde é bom” viver e estudar “pena é que haja apenas camas em residências para cerca seis por cento dos estudantes”. Como agravante, é uma cidade onde o preço de alojamento “praticamente duplicou nos últimos cinco anos”. O projeto de novas residências “é mais do que conhecido, mais ainda não temos data nem hora para o início da construção”, lamentou.

O presidente da AAUAV pediu “alguma urgência neste tópico, porque a última coisa que queremos é ter colegas a abandonar a instituição por falta onde dormir”.

O reitor da UA não aprofundou o tema das novas residências quando se referiu a “uma nova fase de desenvolvimento de espaços” do campus, que fica marcada esta quarta-feira pelo arranque da construção da ‘nave desportiva’.

A remodelação da ‘zona técnica central’, a requalificação do antigo armazém da Quimigal, junto à estação da CP, e os investimentos na eficiência energética são outras das prioridades.

Em 2022-23, a UA contou com 16 mil candidatos para as 2400 vagas, tendo a maior taxa de preenchimento fora de Lisboa e Porto. E pela segunda vez, preencheu todos os lugares do politécnico na primeira fase.

A abertura solene do ano letivo incluiu a entrega de bolsas de mérito e prémios.

Desde 2017, a nível nacional, a percentagem de alunos com 18 ou mais valores aumentou 97 por cento. Em Aveiro, foi bem mais exponencial: 690 por cento.

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.