Aveiro: Partes envolvidas na ampliação do hospital assumem trabalho com “prioridade e em cooperação institucional”

1445
Hospital de Aveiro.
Smartfire 728×90 – 1

“O financiamento do projeto” de ampliação do Hospital de Aveiro, “com a devida maturidade, pode ser feito no Centro 2020 / Portugal 2020, no Portugal 2030 (quadro 2021/2027), não se descurando a possibilidade de utilizar o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR)”.

Informação transmitida num comunicado da Câmara de Aveiro na sequência de uma “reunião de trabalho” mantida ontem, nos Paços de Concelho com Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Baixo Vouga (CHBV), Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC) e Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC).

“O objetivo” do encontro “foi planear a execução e o financiamento do projeto”, refere a edilidade, lembrando que “está em causa um projeto de quase 5 milhões de euros de uma obra que ronda os 150 milhões de euros”.

A Câmara reafirma que está “disposta para assumir a responsabilidade da execução dos projetos de arquitetura e especialidades” com o apoio técnico da ARSC, CHBV e da Universidade de Aveiro.

“Em causa está a tão reclamada ampliação e qualificação do Hospital de Aveiro, que o presidente da Câmara Municipal de Aveiro tem exigido para uma Região com elevada densidade populacional e intensa atividade, e onde as pessoas têm que se deslocar para outros hospitais quando estão em causa situações mais ou menos complexas”, lembra o comunicado.

Ainda segundo a Câmara, os responsáveis presentes na reunião “assumiram o compromisso de continuarem a desenvolver este trabalho com sentido de prioridade e em cooperação institucional.”

Artigos relacionados

Informação pública sobre a ampliação do Hospital de Aveiro (CHBV, CMA e UA)

Câmara “arrisca” na ampliação do hospital confiante no próximo quadro comunitário

Publicidade, Serviços & Donativos