Informação pública sobre a ampliação do Hospital de Aveiro (CHBV, CMA e UA)

1958
Antigos armazéns gerais, Aveiro.

A Presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Baixo Vouga (CHBV), o Reitor da Universidade de Aveiro (UA) e o Presidente da Câmara Municipal de Aveiro (CMA), tendo em consideração um texto tornado público da autoria do Arq. Pompílio Souto, que vem tentar colocar em causa a opção destas três entidades em proceder à ampliação e à qualificação do Hospital Infante D. Pedro, no quadro do CHBV, entendem pertinente prestar uma informação pública, clara e sucinta sobre esta decisão já formalizada em outubro de 2016 e na qual temos vindo a trabalhar de forma empenhada e intensa, com o devido envolvimento do Governo de Portugal, da Autoridade de Gestão do Programa Operacional da Região Centro e da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro.

A ampliação em causa visa construir um edifício com duas áreas autónomas, uma para a atividade hospitalar de ambulatório (consulta externa, hospitais de dia e cirurgia de ambulatório) e outra para o Centro Académico Clínico (formação e investigação aplicada em saúde hospitalar), devidamente integrado nos edifícios existentes que queremos qualificar para lhes conferir uma organização mais racional e mais qualidade e conforto, com mais e melhores equipamentos.

A necessidade objetiva há muitos anos sentida de ampliar e qualificar o Hospital Infante D. Pedro, criando condições de base para a atualização dos seus serviços no quadro do CHBV, o devido enquadramento viário e urbano da área da sua implantação, a proximidade ao campus da UA, o apoio político de largo espetro manifestado em posições formais por várias forças políticas da esfera do governo local e da oposição, o compromisso formal assumido entre as partes para que este objetivo se concretize com base em muito trabalho de análise técnica de necessidade, de sustentabilidade, de pertinência e de urgência, estão na base do trabalho que estamos a realizar de forma a podermos concretizar este importante objetivo no mais curto espaço de tempo possível, visando garantir uma prestação de serviços hospitalares à População da Região de Aveiro, com consistência e proximidade, apostando na elevação da sua capacidade técnica, diversidade e especialização de serviços e qualidade.

Este objetivo está assumido pelos Autarcas da Região de Aveiro, representantes eleitos dos Cidadãos, Presidentes das onze Câmaras Municipais e representantes das onze Assembleias Municipais na Assembleia Intermunicipal da CI Região de Aveiro, como sendo a primeira das prioridades da Região de Aveiro em termos de investimento nos próximos anos, que queremos e temos de conseguir concretizar, a bem das instituições que trabalham afincadamente neste objetivo e em especial a bem dos Cidadãos que têm necessidade, merecem e exigem cuidados hospitalares com proximidade e de elevada qualidade.

Adiar mais o cumprimento deste objetivo, é continuar a não fazer, é continuar a perder serviços hospitalares para outras zonas do País e não conseguir atrair profissionais, é não conseguir acompanhar a inovação médica, é deixar reduzir e degradar os serviços de saúde aos Cidadãos da Região de Aveiro.

Reiteramos publicamente o empenhamento das entidades envolvidas em concretizar este importante e prioritário objetivo de ampliar e qualificar o Hospital Infante D. Pedro no âmbito do CHBV, a bem da qualidade de vida dos Cidadãos.

Margarida França, Presidente do Conselho de Administração do CHBV
Paulo Jorge Ferreira, Reitor da UA
José Ribau Esteves, Presidente da CMA

Artigo relacionado

Aveiro / Ampliação do Hospital: Apelo a um esclarecimento público que tarda…

Publicidade, Serviços & Donativos