PART/CIRA: Bloco toma posição sobre os preços dos passes

154
Autocarros elétricos da Aveirobus.

A Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA) anunciou a redução de preços dos transportes públicos ao abrigo do Programa de Apoio à Redução do Tarifário dos Transportes Públicos (PART).

A decisão deixa de fora o transporte ferroviária e a intermodalidade e ainda assim, os preços dos passes no transporte rodoviário ficam acima dos limites máximos utilizados nas duas maiores áreas metropolitanas no país. Bloco defende a redução global e dentro dos valores referência.

A anunciada redução tarifária, de 50%, mostra como os preços dos transportes públicos estavam desmesuradamente altos na região. Mostra também como a CIRA ao longo de todos estes anos não implementou qualquer política ou instrumento de mobilidade intermunicipal. É no entanto de realçar a importância do PART ao tornar os transportes mais acessível, contribuindo para descarbonizar a economia e garantir poupanças significativas aos utentes.

Após a redução, na CIRA, os passes de transporte rodoviário intermunicipais irão até aos 64,30 euros quando as medidas anunciadas no âmbito do PART apontam para um máximo de 40 euros para os passes sociais intermunicipais a vigorar dentro de cada comunidade intermunicipal. No concelho de Aveiro, o passe que envolve a travessia fluvial passa a ser de 32 euros quando a referência seria um máximo de 30 euros. Recorde-se que no concelho presidido pelo também presidente da CIRA, a empresa pública de transportes foi entregue a privados e reduzida drasticamente a oferta e horários dos transportes públicos.

O Bloco defende que a CIRA deve aplicar valores dentro dos limites referência de 40 euros para passes intermunicipais e 30 para municipais, que aplique passes intrermodais e zonados e que englobe também a ferrovia.

Bloco de Esquerda

Publicidade, Serviços & Donativos